terça-feira, 5 de julho de 2016

Casal é preso suspeito de matar mulher a facadas após revelar ser portadora de HIV.

Edlamárcia Alves Ribeiro e Leverson Ribeiro Luiz, de 41 e 38 anos, foram presos e autuados por ocultação de cadáver e homicídio, na noite dessa segunda-feira (4), em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana de Goiânia.

O casal é suspeito de matar a facadas Cirlei da Silva, de 45 (foto ao lado), após manterem relações sexuais com a vítima em uma residência no Jardim Tiradentes, na madrugada de segunda. O corpo de Cirlei foi encontrado enrolado em uma coberta em uma mata na Serra das Areias, na zona rural do município.

Segundo a Polícia Militar (PM), a vítima conheceu o casal em um bar na noite de segunda e depois foi à casa dos autores onde fizeram sexo. Ao final do ato, Cirlei revelou que era portadora do vírus HIV, o que teria enfurecido o casal. Os dois então esfaquearam a mulher até a morte, enrolaram seu corpo em um cobertor e jogaram o cadáver em uma vala na Serra das Areias.

Ainda de acordo com a PM, existe a suspeita de que a mulher teria tido uma relação sexual não consentida com o casal, o que configuraria estupro. O corpo vai passar por perícia no Instituto Médico Legal (IML) para identificar se houve ou não violência.

Segundo a PM, o homem possui antecedentes criminais pela Lei Maria da Penha contra sua companheira. A mulher, até então, não tinha envolvimento com crimes. (Reprodução/TV Anhanguera)
























Corpo de mulher foi jogado em uma mata em Aparecida de Goiânia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK