domingo, 31 de julho de 2016

Corpo de modelo desaparecida há 2 semanas é achado dentro do próprio carro.

O corpo da modelo Aline Pereira Godoi Furlan, que estava desaparecida desde 14 de julho, foi encontrado na manhã deste domingo (31) na Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304) em Piracicaba (SP).
O delegado responsável pelo caso Fernando Dultra, da Delegacia de Informações Gerais (DIG), confirmou a informação.

De acordo com a advogada da família, Daniele Helleno, que foi até o local, o carro da modelo caiu em uma ribanceira perto do quilômetro 147 da rodovia, próximo ao limite entre Piracicaba e a cidade de Santa Bárbara d’Oeste (SP). Ela informou que o corpo de Aline estava dentro do veículo. O Toyota Corolla bege da modelo foi retirado do local por um guincho por volta das 12h deste domingo. Aline foi vista pela última vez ao sair de um bar no bairro Vila Rezende, em Piracicaba.

Ela foi sozinha para o carro e seguiu no veículo para a Luiz de Queiroz, conforme informou a Polícia Civil no início das investigações. O helicóptero Águia da Polícia Militar chegou a sobrevoar trechos da rodovia e canaviais próximos por ao menos dois dias seguidos, mas nada havia sido encontrado.

A jovem ficou 17 dias desaparecida. Durante o período em que a DIG de Piracicaba conduziu a apuração sobre o caso, uma busca chegou a ser feita em uma usina de Santa Bárbara d’Oeste, cidade onde Aline morava. De acordo com a advogada da família, o rastreador do celular da modelo teria dado sinal naquela área. Essa informação, no entanto, não chegou a ser confirmada pela DIG.

Familiares e amigos de Aline usavam uma página no Facebook para tentar receber informações, denúncias e pistas sobre o paradeiro da jovem. A página “Aonde está Aline Furlan”, foi criada por uma amiga da jovem no dia 22 de julho. Embora a página informasse que Aline estava desaparecida desde o dia 15, no boletim de ocorrência sobre o desaparecimento a mãe da modelo informou que o último contato com a filha aconteceu no dia 14. Após o sumiço, a Polícia Civil pediu a quebra de sigilo do celular da jovem para dar andamento às apurações, conforme foi apurado na época. (G1 . EPTV)


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK