segunda-feira, 25 de julho de 2016

Em ritual, pais pagam para que homem com HIV tire virgindade de filhas

Em um ritual polêmico feito em um vilarejo do Malawi, África, um homem com HIV positivo é pago para tirar a virgindade das meninas de uma tribo quando elas atingem a adolescência. Eric Aniva recebe dos pais entre R$ 15 e R$ 20 para fazer sexo com as garotas logo após a primeira menstruação delas.

Segundo a tradição do lugar, se as meninas se recusarem a fazer sexo com essa pessoa, a família ou toda a vila pode ser amaldiçoada para sempre. “Algumas garotas têm 12 ou 13 anos, mas eu prefiro as mais velhas”, contou Aniva à reportagem da BBC. Os homens que fazem isso são conhecidos como “hienas”.

“Todas as garotas encontram prazer quando eu sou a hiena delas. Elas, na verdade, se sentem orgulhosas disso e contam para as outras pessoas que eu sou um homem de verdade”, contou ao site inglês. O ritual, que é pago tanto pelos pais quanto pelas comunidades, trata-se de uma “limpeza sexual” e é comum em várias partes do país.

A reportagem foi atrás das mulheres que passaram por esse ritual. Segundo elas, esse é um modo de fazer com que as garotas tenham “boas maneiras”. “Temos que treiná-las, assim elas não ficam rebeldes, serão boas esposas e os maridos ficarão satisfeitos, além de nada de ruim acontecer com as famílias”, contou uma delas.

Aniva, que é HIV positivo, diz ter dormido com mais de 100 mulheres. Durante o ato sexual, não há o uso de camisinha, pois segundo a comunidade que prepara as meninas, os hienas são escolhidos a dedo pela sua “boa moral” e, por isso, não são infectados com o vírus.

O Malawi tem altas taxas de pessoas infectadas com o HIV. Procurado pela reportagem, o ministro de Gênero e Bem-Estar do país disse que não vai condenar essas pessoas, mas vai “fornecer informações para que elas mudem o ritual”.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK