terça-feira, 5 de julho de 2016

Pedreiro morre ao ter cabeça esmagada por marquise em Feira de Santana-BA.

O pedreiro José Hilton Jesus Souza, 43 anos, morreu no final da manhã desta terça-feira (5) durante um acidente de trabalho, em uma casa em construção na Rua Caldas, no bairro Baraúnas, em Feira de Santana. De acordo com o major Tarcísio do Vale, comandante do 2º Grupamento de Bombeiro Militar, a marquise da obra, que já estava em fase final, caiu sobre a vítima, que teve esmagamento crânioencefálico. O acidente ocorreu por volta das 11h30 da manhã.

O major informou ainda que a parte da laje que desabou tinha cinco metros de comprimento e três de largura. A delegada Ludmila Vilas Boas e Silva disse ao Acorda Cidade que será instaurado um procedimento policial por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. “Uma vez constatado o acidente de trabalho, vamos reunir os documentos apresentados pelo proprietário do imóvel, os projetos assinados por um engenheiro, ouvir as pessoas que estavam no local, o proprietário, e instaurar um procedimento policial provavelmente por homicídio culposo quando não há intenção de matar, uma vez que pode ter havido imperícia do engenheiro, que planejou a obra. Ele não estava trabalhando sozinho, inclusive estava com o filho”, disse.

A delegada disse também que o pedreiro não usava equipamentos de segurança. “Não havia viga sustentando a laje, que quebrou no pé da parede. Uma laje construída recentemente e vamos aguardar a perícia técnica, para verificar se houve erro de cálculo ou de execução da obra. Ele não usava capacete, não usava botas, usava chinelos de dedo e não havia equipamento de segurança no local. Tudo será averiguado e, se ficar constatado algum tipo de culpa ou negligência por parte por proprietário ele também pode ser responsabilizado”, informou a delegada destacando que a situação será minuciosamente analisada.

José Hilton tinha 30 anos de profissão e residia na Rua Fluminense, no bairro Gabriela.





Com fotos e informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK