quarta-feira, 6 de julho de 2016

Terrorista sírio é procurado no Brasil, confirma ministro da Casa Civil.

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, confirmou que o governo brasileiro procura o terrorista sírio Jihad Ahmad Deyab, ex-presidiário de Guantánamo, em Cuba, que teria saído do Uruguai para o Brasil há três semanas. O sírio estava refugiado em Montevidéu desde dezembro de 2014. Ele teria atuado em operações terroristas da Al-Qaeda na África e sido recrutador do grupo na Europa.

REPRODUÇÃO/AVIANCA

De acordo com um comunicado da companhia aérea Avianca, da última sexta-feira (1º/7), Dayeb estaria com um passaporte falso de origem marroquina, jordaniana ou síria. Ainda segundo o alerta, a presença do terrorista no país deve ser informada imediatamente à Polícia Federal – que não acredita que Dayeb tenha chegado a cruzar a fronteira.

Em nota enviada ao portal UOL, a PF informou que tem tomado diversas ações para ajudar a polícia uruguaia a partir do que foi noticiado. No entanto, afirmou que não há indícios para que a corporação acredite que Dayeb tenha entrado no Brasil. “Por questões de estratégia e inteligência, a PF não dará nenhuma outra informação além dessa”, afirmou ao portal.

Segundo o jornal O Globo, o ex-detento já havia tentado entrar no país em três ocasiões, mas teve o acesso barrado porque seu nome consta em bancos de dados internacionais como envolvido em terrorismo.

Jogos Olímpicos
O ministro da Casa Civil ressaltou que o serviço de inteligência procura não só o sírio, mas outras pessoas que possam ser uma ameaça ao Brasil, especialmente no período das Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Em visita à capital carioca na terça (5), o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, garantiu que o país está preparado para conter qualquer tipo de ameaça durante a realização dos Jogos. (Com informações de O Globo e do UOL).
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK