Anuncio

Três pessoas foram indiciadas pela morte de uma paciente odontológica ocorrida na cidade de Várzea Grande, localizada no estado do Mato Grosso. Uma dentista, uma funcionária e o dono de uma clínica particular são acusados de terem sido responsáveis pela morte da gerente de loja Jucilene de França, de 31 anos. Ela retirou o dente no dia 4 de julho de 2015 no Centro Odontológico do Povo (COP) e veio a óbito 4 dias depois, no dia 8, na Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá.

A Polícia Civil anunciou nesta última segunda-feira (29) que os três profissionais foram indiciados por homicídio culposo, quando não existe a intenção de matar. Ainda segundo a polícia, o laudo de necrópsia de Jucilene França indicou que ela morreu devido a um ‘choque séptico consequente a infecção grave (Angina de Ludwig) após procedimento odontológico (extração dentária)’. 

Os indiciados foram: a dentista responsável pela extração dentária, Cristiane Rossi Gentelin, a responsável técnica pela clínica, Manuella Driessen Rodrigues Carvalho da Costa e Fernando Helou da Costa, proprietário do estabelecimento.

De acordo com as informações da assessoria jurídica do Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT), a clínica e os profissionais ainda respondem a um processo ético e aguardam julgamento. Os três esperam por uma decisão final da comissão de ética do CRO-MT, que pode absolver ou condenar os profissionais. [Fonte e foto: Varela Notícias].

Postar um comentário

Pesquisar este blog

 
Top