quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Justiça nega liberdade ao prefeito de Riacho de Santana-BA preso há três meses.

A Justiça Federal negou mais um pedido de Habes Corpus em favor do prefeito afastado de Riacho de Santana, Tito Eugênio, preso em 05 de Maio durante deflagração da Operação Imperador da Polícia Federal. O prefeito é acusado de comandar uma organização criminosa que desviou milhões de reais dos cofres do município através de recursos do transporte escolar. A ministra Laurita Vaz do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) entendeu que não há motivos para que a decisão do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região que determinou a prisão preventiva do prefeito afastado seja suspensa. (Guanambi FM)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK