domingo, 14 de agosto de 2016

Olimpíadas 2016: Diego Hypólito e Arthur Nory conquistam prata e bronze no solo

Rio de Janeiro, 14 ago (EFE).- Os brasileiros Diego Hypólito e Arthur Nory fizeram história e conquistaram neste domingo a prata e o bronze, respectivamente, na final individual do solo na ginástica artística masculina dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, resultados que levam o Brasil a seis medalhas nesta edição.

Diego Hypólito, que se recupera das quedas sofridas nas duas últimas participações olímpicas, em Pequim 2008 e Londres 2002, foi o segundo a se apresentar e terminou com 15.533 pontos. Arthur Nory foi o quinto a competir e ficou na terceira posição, com 15.433 pontos.

A medalha de ouro foi para o britânico Max Whitlock, que se apresentou após Diego e foi campeão com 15.633 pontos na Arena Olímpica do Rio. Grande favorito, o japonês Kenzo Shirai terminou na quarta posição.

A disputa por medalhas neste sábado envolveu apenas quatro países: Brasil, Japão, Grã-Bretanha, Estados Unidos e Japão, com dois representantes cada.

O primeiro a competir foi o também japonês Kohei Uchimura (5º), que terminou o exercício com 15.241 e foi logo ultrapassado pelo primeiro brasileiro na sequência, para o delírio da torcida. No entanto, Whitlock foi passou à frente, onde ficou até o fim.

Com 15.058, o britânico Kristian Thomas (7º) não conseguiu se situar entre os três primeiros e deu passagem a Nory, que entrou na terceira posição para nunca mais sair.

Após a apresentação do americano Jacob Dalton (6º), com 15.133, o o favorito, Kenzo Shirai, que já havia conquistado o ouro por equipes masculina, rendeu abaixo do esperado e totalizou 15.366, terminando na quarta posição, garantindo pelo menos a prata para Diego.

Com a torcida apreensiva e os dois brasileiros emocionados à espera do resultado, o americano Samuel Mikulak encerrou as apresentações com a última posição, com 14.333 pontos, e concretizou a primeira dobradinha do Brasil em um pódio nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Estas são as primeiras medalhas olímpicas de ambos os ginastas e também da ginástica masculina brasileira no solo. Ouro há quatro anos, Athur Zannetti era o único medalhista do país até o momento.

Em Pequim, Diego Hypólito sofreu uma queda na final e terminou na sexta posição. Já em Londres, o bicampeão mundial caiu ainda no início da competição e ficou fora da final. (BOL)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK