domingo, 11 de setembro de 2016

Dilma sacrifica labrador dado por Dirceu e funcionários do Alvorada se dizem revoltados

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) sacrificou o labrador Nego, presente do ex-ministro José Dirceu quando assumiu a Casa Civil no governo Lula. A assessoria da petista informou ao colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder, que a decisão partiu da própria Dilma, sob alegação de que o cachorro estava "muito velho e doente".

 O clima dos funcionários do Palácio do Alvorada foi de consternação e revolta com a morte do cachorro com cinco injeções. Segundo os funcionários, Nego tinha condições de sobrevida até sua morte natural. Apesar da informação, a Folha publicou que Nego ficará com um dos assessores da ex-presidente, que permanecerá em Brasília. Um veterinário recomendou que o cachorro não fosse submetido a uma longa viagem, por causa da sua idade considerada avançada e das dificuldades que enfrenta para caminhar e se alimentar. (Via BN)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK