quarta-feira, 14 de setembro de 2016

“Faltou uma certidão”, diz advogado do PTN sobre registro da candidatura de PM


O advogado do PTN, Allan Oliveira Lima, negou nesta segunda-feira (12) a associação do trabalho de escritor do Capitão Alden, que disputa uma vaga de vereador em Salvador, com a recusa do registro da candidatura do policial militar no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O advogado se disse surpreso com a notícia sobre a impugnação do registro fora do contexto em que o fato aconteceu.

“Na verdade, o que houve foi que faltou uma certidão, a certidão criminal de 1° grau, e não fomos notificados pelo juiz sobre a falta do documento, como determina o processo. Já demos entrada no recurso para regularizar a situação e o TRE deve reformar a decisão, deferindo o registro da candidatura do Capitão Alden”, explicou. 

Capitão Alden é um dos candidatos do partido com grandes chances de ocupar uma das 43 vagas na Câmara Municipal do Salvador em 2016. Pesquisas internas também apontam favoritismo para Luck Santiago, Cidninho, Radialista Edson Santarini, Pastor Wilson da Caixa D’Água, Eric Pereira e os vereadores Carlos Muniz e Toinho Carolino. (Fonte e foto: Informe Baiano)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK