quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Japonês de 73 anos cruza a nado estreito perigoso de Tsugaru, no norte do Japão.

Japonês de 73 anos se tornou, nesta quarta-feira (7), a pessoa mais velha a cruzar a nado o estreito de Tsugaru, no norte do Japão, enfrentando, durante cerca de dez horas, perigosas correntes.

Este percurso é um dos mais difíceis do mundo devido às fortes correntezas, além do mais imprevisíveis. O estreito que separa as grandes ilhas de Honshu e de Hokkaido mede 19,5 km de largura em sua parte mais estreita. Toshio Tominaga nadou aproximadamente 38 km até o norte, lutando contra as correntes que o empurravam para o leste, explicou um membro de sua equipe de apoio, Masayuki Moriya.

O septuagenário começou a travessia às 05h28 locais da quarta-feira (17h28 Brasília da terça-feira) e 9 horas e 58 minutos mais tarde tocou a terra, do outro lado, anunciou sua equipe no Facebook. "É a pessoa mais velha no mundo" a consegui-lo, acrescentou.

Tominaga "está esgotado e deve descansar", declarou à AFP Moriya, minutos depois da chegada. Os organizadores previam que duraria cerca de 12 horas, mas as correntezas foram menos fortes que o esperado na maior parte do trajeto, informou Moriya. "Até os últimos cinco quilômetros tudo parecia fácil, mas no final foi muito duro, com correnteza forte", declarou.

Os nadadores mais experientes se propõem a realizar os chamados "Oceans Seven", sete travessias que incluem a do estreito de Gibraltar e do Canal da Mancha, explica a Associação Mundial de Nadadores de Águas Abertas (WOWSA, na sigla em inglês). O primeiro a cruzar o estreito de Tsugaru, povoado de tubarões, medusas e lulas, foi o atleta americano David Yudovin em 1990. G1
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK