segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Menina de 6 anos pede para pai se separar da namorada e é morta pela madrasta.

Uma menina, identificada como Marina Caetano da Cunha, de 6 anos, morreu após ser estrangulada, por volta das 2h25 deste sábado (17), na rua Marcos Parente, no bairro de Itaquera, na zona leste da cidade de São Paulo.

De acordo com o boletim de ocorrência, uma equipe da Polícia Militar realizava patrulhamento pelo local quando foi abordada pelo pai da vítima, Peterson da Cunha, dizendo que havia encontrado a filha sufocada dentro de casa.

A equipe da PM realizou o socorro e encaminhou a criança até o Pronto Socorro do Hospital Planalto de Itaquera em parada cardiorrespiratória, sangramento nasal, sinais de sufocamento e hematomas nas costas. Ela chegou a ser atendida, mas não resistiu e morreu.

Peterson contou à Polícia que mora sozinho e que estava com a filha desde o dia 14, durante a visita judicialmente permitida. Ele explicou também que namorava com Karen Stefani da Silva há dois anos e que a mulher estava em sua casa há quase uma semana.

Naquele dia, após uma briga, o casal quase rompeu o relacionamento. Peterson esclareceu que saiu da residência para realizar uma ligação e quando voltou, cerca de 25 minutos depois, Karen já não estava no local e encontrou sua filha, Marina, deitada na cama, com o rosto roxo, quase sem respirar.

Karen foi presa em flagrante neste sábado (17), na casa de uma amiga e foi levada para o 24º Distrito Policial da Água Rasa. A madrasta confessou o crime ao delegado e disse que ficou com raiva da criança, pois a menina teria pedido ao pai que se separasse dela. (Fonte: Portal R7)




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK