domingo, 30 de outubro de 2016

Vídeo: Grave acidente deixa um morto e seis feridos na BA 290 próximo ao Canta Galo em Alcobaça-BA.

Alcobaça-BA: Neste domingo, 30 de outubro, um acidente na BA 290, próximo ao Canta Galo, distrito de Alcobaça, envolvendo dois veículos deixou uma mulher morta e cinco feridos. Segundo informações, um veículo VW/Cross Fox, placa policial JSH 6256, e um Ford Fiesta de cor preta, colidiram frontalmente. O condutor do veículo Cross Fox estava forçando uma ultrapassagem, quando invadiu a mão de direção do veículo Ford Fiesta e bateu de frente.

No Ford Fiesta viajava o motorista e sua esposa, identificada como sendo, Zilda Santos Silva, 50 anos de idade, moradora do Bairro Colina Verde. Zilda era funcionária contratada do Estado para prestar serviços para a 9º Dires. Uma equipe do Plantão Regional, liderada pelo delegado Willian Telles esteve no local, e realizou o levantamento cadavérico. Os peritos Paulo Libório e Pedro Paulo efetuaram a perícia de ação violenta (acidente).

Segundo o delegado Willian Telles, o Cross Fox era ocupado por cinco pessoas e o Fiesta pelo casal. Todos os ocupantes dos veículos ficaram feridos e foram socorridos pelo SAMU. A vítima Zilda morreu no local por conta de uma lesão na coluna cervical. A Zilda, que estava usando cinto de segurança, foi a única que morreu, porque ela estava com o banco inclinado, e no choque, escorregou por baixo e o cinto pegou no pescoço, causando a morte.

“A Zilda usava cinto, mas, no impacto, ela escorregou e o cinto provocou a lesão na coluna. Recomendamos que as pessoas que venham a dormir no carro que coloque o cinto por baixo da axila para evitar esse tipo de lesão no pescoço. O cinto é muito importante, salva muitas vidas, sem dúvidas, mas, se a pessoa for dormir, reclinar o banco, ela deve passar o cinto por baixo da axila. Pode machucar um pouco, nas não levará à morte, explicou o delegado.

Os passageiros do Cros Fox não usavam cinto e foram arremessados para frente, machucando o motorista e o carona. O Corpo de Bombeiros ajudou no resgate às vítimas e precisou usar um macaco hidráulico para separar os veículos. Segundo o delegado, ele ainda não tinha ido ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas para saber a real situação dos sobreviventes do acidente. O corpo da Zilda será removido ao IML, onde passará por exames de necropsia, em seguida, será liberada aos familiares. Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews Vídeo abaixo:




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK