segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Falso médico boliviano que atendia sem licença em cidades do recôncavo é preso.

Homem, de 38 anos, foi preso, neste domingo (13), dentro da Santa Casa de Misericórdia, em Cachoeira, no Recôncavo baiano, pela prática do exercício ilegal da medicina. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Flagrantes, em Santo Antônio de Jesus.

De acordo com a polícia, Gonzalo Cuba Valdez, que é boliviano, estava usando o registro número 2590, pertencente a Gonçalo Ferreira Luz, 79, e trabalhava em Cachoeira há nove meses.”Questionamos porque ele utilizava o registro de outra pessoa e não o dele. Ele informou que o outro médico pagava para ele trabalhar em seu lugar, o que não é verdade, porque o dono do registro já está aposentado”, disse um investigador da delegacia de Cachoeira, que prefere não se identificar.

Ainda segundo a polícia, o falso médico também atuava nas cidades de Conceição do Almeida e Sapeaçu, também no Recôncavo.

Por volta das 19h30 o boliviano foi mandado de volta para a Delegacia de Cachoeira. A informação foi prestada, por telefone, por um policial da delegacia de Santo Antônio de Jesus, onde fica o plantão central da região do recôncavo.

O AgoraNaBahia tentou falar com o delegado de plantão em Santo Antônio de Jesus, mas foi informado de que ele não poderia atender nem passar outras informações, mas conseguimos a confirmação de que Gonzalo não seria liberado.

Na manhã desta segunda-feira (14), o AnB foi informado pelo investigador Andrade Antônio, da Delegacia de Cachoeira, que o delegado arbitrou uma fiança a Gonzalo, cujo valor não foi divulgado e que até agora não foi pago. Enquanto não pagar a quantia, ele continua preso e à disposição da Justiça.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK