terça-feira, 29 de novembro de 2016

Morto no desastre do avião da Chapecoense, Caio Júnior foi técnico do Bahia e do Vitória

Caio Júnior, ex-técnico do Bahia e do Vitória, é uma das vítimas do acidente de aviação que esta terça-feira ocorreu perto do aeroporto de Medellín, na Colômbia, e que causou 76 mortos.

Ele trabalho no futebol baiano entre 2012 e 2013. Aos 51 anos, o paranaense treinador do Chapecoense, clube do principal escalão do futebol brasileiro. Ele é considerado o líder da ascensão time no Brasileiro. A equipe catarinense viajava para a Colômbia a fim de participar na final da Copa Sul-Americana frente ao Atlético Nacional.O acidente ocorreu numa zona montanhosa a cerca de 50 quilômetros de Medellín e, segundo as últimas informações, há cinco sobreviventes, mas entre eles não se encontra Caio Júnior. O avião, com matrícula da Bolívia, “declarou-se em emergência” às 22 horas locais (3 horas em Portugal continental) “por falhas técnicas”, segundo aquilo que transmitiu à torre de controlo.

Passagem pelo futebol baiano
No dia 20 de julho de 2012, foi anunciado como novo treinador do Bahia. Em 7 de dezembro de 2012, depois de quase quatro meses residindo nos Estados Unidos, Caio Júnior assumiu o Vitória, arquirrival do clube no qual havia por último trabalhado, o Bahia, e recém-promovido à Série A brasileira em 2013. Com o treinador, chegam também a Salvador o auxiliar técnico Almir Domingues e o preparador físico Solivan Dalla Valle. Em maio o treinador conquistou seu primeiro título no futebol brasileiro desde que tornou-se técnico, o de campeão baiano de 2013, após vencer justamente o Bahia na final e de forma incontestável, pelo placar de 7×3. Em 1º de setembro de 2013, após a derrota para o Criciúma em pleno Barradão, Caio Junior foi demitido do Vitória. (Via BDM)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK