sábado, 12 de novembro de 2016

Pastor troca esposa que não aceitava sexo anal pelo cunhado.

O fato aconteceu na cidade de Cacoal em Rondônia. O pastor Flávio Serapião Birschiner de 36 anos era casado com Ana Paula Rochinha Birschiner de 23 anos, de repente, o pastor que se denominava ex “Gay” teve uma recaída e trocou a esposa pelo cunhado de 38 anos.

Flávio Serapião Birschiner antes de se casar com Ana Paula se apresentava em boates gays com o nome artístico de “Shirley Mac Lanche Feliz”. Cansado de ser gay, Flávio resolveu se casar, foi ai que encontrou Ana Paula, se casou virou pastor e foi morar no bairro jardim Clodoaldo onde era considerado por todos como um pastor milagreiro, o problema é que o pastor era adepto de sexo anal e a mulher com quem era casado há dois anos e tinha um casal de filhos gêmeos não aceitava o fetiche do marido, foi ai que apareceu o cunhado Pedro Rochinha Siqueira que virou confidente é amigo.

A amizade dos cunhados a cada dia se fortalecia e as confidencias se tornaram constantes. Flavio começou a ganhar fama como ex gay que virou pastor. Participou de programas de TV onde debatia temas ligados a “Religião& Sexualidade”, mais o problema em casa continuava, a esposa teimava em não fazer sexo anal com o marido, de repente o cunhado ficou penalizado com a situação do pastor e comovido ofereceu ao cunhado o que sua irmã negava.

Ana Paula acredita que seu casamento se desfez pela constante recusa em praticar sexo anal com o marido. Ela revela que “ele era obcecado por sexo anal”. Ana Paula disse que conversou com o irmão sobre o problema que estava vivendo em seu casamento, o irmão a apoiou. Agora Ana Paula pensa que seu irmão se valeu da situação para oferecer ao marido o que ela negava.

Flavio, além de trocar a mulher pelo cunhado ainda deu entrada na justiça com um pedido de guarda definitiva dos filhos gêmeos pois acredita que é melhor os filhos serem criados pelo pai e pelo tio do que por uma mãe sozinha.(Via Bahia Extremosul)

4 comentários:

  1. Esse vagabumdo nunca foi pastor so ser for pasto do diabo ..ele e sem vergonha .viado safado..ele sabe para onde os viado vai

    ResponderExcluir
  2. Misericordia a lei nao deveria aceitar esse negorcio de guarda para eles dos filhos tem qui ficar mesmo e com a mãe deles to falando mesmo

    ResponderExcluir
  3. Errado ele estava quando queria ser pastor. Liberte-se meu amigo. E aos demais, Deus é bem maior que essas igrejas que pregam a existência de diabo. Aliás, falam mais do diabo do que do próprio Deus. Este Deus que fez a terra não castiga, não quer 10% do seu dízimo, não inferioriza pessoas por cor, raça, etnia, orientação sexual... Quem faz isso são os homens com intenções maléficas. Preconceito não combina com Deus. Certifiquem se estão praticando os ensinamentos divinos ou dos homens ruins.

    ResponderExcluir

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK