quarta-feira, 30 de novembro de 2016

‘Se levantaram das cadeiras e começaram a gritar’, relata sobrevivente de queda de avião


Um dos seis sobreviventes da queda do avião que levava a delegação da Chapecoense para a Colômbia, Erwin Tumiri afirmou que saiu com vida por ter seguido os protocolos de segurança. O integrante da tripulação da aeronave também relatou como foi a reação das demais pessoas a bordo momentos antes da colisão com o solo. 

“Naquela situação, muitos se levantaram das cadeiras e começaram a gritar, mas eu coloquei as malas entre minhas pernas para formar a posição fetal que se recomenda nos acidentes”, disse em entrevista à TV Caracol. “Sobrevivi porque segui os protocolos”, concluiu. Além de Tumiri, também sobreviveram à tragédia a tripulante Ximena Suárez, os jogadores Alan Ruschel, Follmann e Neto, além do jornalista Rafael Henzel. As buscas pelos corpos foram encerradas na tarde desta terça (29). O balanço final da operação registra seis feridos e 71 mortos.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK