terça-feira, 15 de novembro de 2016

Sul da Bahia: Detentos prometem estuprar até a morte homem que ejaculou no rosto de criança.

O delegado de polícia Willian Telles, da 8ª Coordenadoria Regional da Polícia Civil de Teixeira de Freitas, concluiu na manhã deste sábado (12), a lavratura de um auto em flagrante delito.

O suspeito é um jovem de 23 anos, por crime de estupro de vulnerável com base no Artigo 2017-A do Código Penal Brasileiro. Cleovane Rodrigues dos Santos, servente de pedreiro e residente no bairro Liberdade, na zona sul da cidade – foi preso em flagrante delito na Rua Júlio Coelho, no bairro Arco Verde, na zona leste da cidade.

Preso após ter tentado agarrar a sua cunhada (esposa do seu irmão) que ao fugir, ele teria perpetrado a violência sexual contra a filha da sua cunhada e enteada do seu irmão. Ele teria sido pego em cima de uma criança de 5 anos, na qual já havia ejaculado no seu rosto e preso naquele momento, por volta das 22h da última quinta-feira (10), por policias militares do PETO – Pelotão Tático Operacional da 87ª Companhia Independente da Polícia Militar de Teixeira de Freitas. Horas após a prisão, o suspeito precisou ser isolado, pois outros detentos ameaçaram estuprá-lo até a morte por conta da barbaridade. Sua transferência já foi solicitada.

Crime hediondo

Segundo a mãe da menina – ela estava em casa naquela noite, na companhia das suas duas filhas de 2 e 5 anos, quando chegou seu cunhado procurando seu marido que é irmão dele e, como seu esposo não estava em casa, Cleovane permaneceu no local até que tentou lhe agarrar. Momento que ela saiu correndo e pediu ajuda ao seu irmão que mora perto, que correu para o imóvel e flagrou o acusado com o pênis na boca da criança de 5 anos, bem no momento em que ejaculava em todo rosto da menina, já totalmente despida. Logo a mãe e o padrasto chegaram com outros vizinhos que teriam testemunhado o cenário deixado sobre a cama do crime.

A criança de 5 anos conta com detalhes o que o irmão do seu padrasto havia lhe feito, inclusive sobre a introdução do pênis em sua boca e reclamou para as peritas médicas de dor na boca e na barriga. Visivelmente fora do seu equilíbrio por uso excessivo de álcool ou outra droga nociva a saúde humana, o servente Cleovane Rodrigues dos Santos, 23 anos, nega a acusação dizendo que nunca faria isso com uma criança que está no lugar de sua sobrinha e acusa a mãe da menina de ter inventado o fato para lhe incriminar.

O delegado Willian Telles, que lavrou o flagrante delito e preside o inquérito policial do caso, disse que baseado nas oitivas das testemunhas, inclusive a da mãe, a do tio da vítima, a do próprio irmão do acusado, de vizinhos e militares responsáveis pela prisão, não ficaram dúvidas que Cleovane cometeu a violência sexual por estupro de vulnerável. A autoridade policial informou que apesar das evidências e provas materiais colhidas no local do evento delitivo, o esperma do acusado também foi coletado do rosto da criança para comparar laboratorialmente com o seu. E explica que não houve violência de conjunção carnal com rompimento de hímen vaginal, mas houve pratica de violência sexual por ato libidinoso com menor de 14 anos, previsto na Lei Penal como estupro de vulnerável.(Do Teixeira Noticias).
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK