Anuncio

Na noite de hoje, 19 de abril, o perigoso asteroide 2014 JO25 de um quilômetro vai passar próximo à Terra, aproximando-se do nosso planeta à mínima distância alcançada nos últimos 400 anos, informa o observatório online Slooh. Esse corpo celeste foi descoberto em maio de 2014 pelo telescópio Mount Lemmon no âmbito do projeto Catalina Sky Survey em Tucson, Arizona (Estados Unidos). Segundo dados dos planetólogos da NASA, o asteroide tem entre 600 metros e 1,4 quilômetro de largura e irradia o dobro de luz irradiada ela Lua, não poderá ser visto a olho nu, mas observadores podem conseguir visualizá-lo com ajuda de telescópios caseiros às 22h00 (horário de Brasília). 

Ele será visível graças a sua superfície brilhante. De acordo com astrônomos, o asteroide se move a uma velocidade recorde — cerca de 33 metros por segunda ou 118 quilômetros por hora. Esse asteroide se encontra na lista PHA (Potentially hazardous asteroids) de objetos potencialmente perigosos para vida terrestre. Para ser registrado na lista, um corpo celeste deve se aproximar do nosso planeta a uma distância superior a oito milhões quilômetros e ser bastante grande para não ser destruído no momento em que atravessar nossa atmosfera e provocar catástrofe em escala pelo menos regional. 

O último voo do corpo celeste em questão, quando se aproximou da Terra, aconteceu em 2004. Um asteroide Toutatis de 4,6 quilômetros de comprimento e 2,4 quilômetros de largura passou a 1,5 quilômetro do nosso planeta, ou seja, quatro vezes a distância entre a Terra e a Lua. A próxima visita de um objeto espacial de grandes dimensões não está prevista antes de 2027, quando o asteroide 199-AN10, de 800 metros de diâmetro, se aproximará a 380.000 km da Terra (distância entre Terra e Lua). (Fonte: SpunikNews).

Postar um comentário

Pesquisar este blog

 
Top