Anuncio

Um crime bárbaro chocou a população de Itu, interior de São Paulo, no último domingo (14). Uma jovem de 17 anos, Isabela Ferreira, foi estrangulada depois de sofrer tentativa de estupro pelo próprio cunhado, João Felipe Oliveira de Moura, de 20 anos. 

Segundo informações da Polícia Militar, o acusado confessou o crime e em seguida cometeu suicídio, se enforcando com o cadarço do próprio tênis dentro da Delegacia Central de Itu. Antes, ele havia sido indiciado por feminicídio e estupro tentado. 

Em depoimento, João revelou que jogou o corpo da jovem no Rio Tietê depois que a estrangulou. O Corpo de Bombeiros realiza buscas no local, conhecido como Ponte Nova, mas até o momento o corpo de Isabela ainda não foi encontrado. De acordo com o tenente João Luis Gomes, estão sendo vasculhados cerca de 15 quilômetros do rio.

Entenda o caso
De acordo com informações da Polícia Militar, a família da vítima acionou a corporação na noite de sábado (13) para informar o desaparecimento dela. Testemunhas disseram que a adolescente tinha sumido após entrar em um carro branco. No bairro Potiguara os policiais foram informados que o carro pertencia ao cunhado da vítima, João Felipe Oliveira de Moura.

Ao ser procurado, ele chegou a se oferecer para ajudar nas buscas, porém, os PMs retornaram até a casa do suspeito e encontraram marcas de sangue e de sapato no carro dele. O rapaz foi preso e levado para a delegacia, onde confessou o crime, segundo a PM. Em depoimento, conforme a investigação, ele disse que teria matado Isabela porque era apaixonado por ela há um ano e meio e que teria planejado o crime, quando tentou estuprá-la e a matado. O criminoso foi indiciado por estupro tentado e feminicídio. Porém, horas depois de ser levado para a delegacia, se enforcou com o cadarço do próprio tênis, afirma a Polícia Civil. 



Postar um comentário

Pesquisar este blog

 
Top