Anuncio

A senhora Ienes de Oliveira Souza acredita que o esqueleto humano encontrado por volta das 13h 00 de segunda-feira, 29, na zona rural de São Desidério, seja do seu sobrinho Valdenízio de Souza Silva, de 41 anos, que está desaparecido desde 28 de abril de 2017, depois de sair de sua residência no povoado de Riachinho, com destino a fazenda Paraná, na região de Roda Velha, onde trabalhava, há dez anos, na função de caseiro. Uma colheitadeira passou sobre a ossada, em uma plantação de milho, 30 quilômetros após essa propriedade.

No Departamento de Polícia Técnica em Barreiras/BA, o médico legista Luciano Freitas faria coleta de material para realização de exames comparativos de DNA dos restos mortais e do suposto pai da vítima, o senhor Valdemar Silva, de 66 anos. No local, junto da ossada, os peritos encontraram uma calça jeans, o que reforça a possibilidade de pertencer a Valdenízio.

Os exames serão realizados no DPT de Salvador/BA, que pode demorar anos para entregar o resultado. Eles se assustaram, ao tomarem conhecimento de casos que foram examinados há quase dez anos e ainda não obtiveram resposta do laboratório na capital. “Vamos fazer uma cotação de preços para ver a possibilidade de realizar os exames em laboratório particular”, comentou Valdemar.

Alô Alô Salomão

Postar um comentário

Pesquisar este blog

 
Top