Anuncio



Um cigano foi assassinado a tiros na noite desta terça-feira, 11, em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador (RMS). Juberlam Pinheiro do Nascimento, 37 anos, morreu com cerca de 20 tiros, na frente da mulher e da filha de apenas 11 anos, na casa onde moravam, no bairro de Nova Vitória. O crime foi cometido por outros quatro ciganos. Segundo a polícia, os autores já foram identificados. 

“Existe um parentesco entre os autores. São pai, filho, um primo e um outro indivíduo”, explicou um dos policiais da Delegacia de Homicídios de Camaçari (DH/RMS), onde o crime é apurado. O policial não soube precisar se os autores também são parentes de Juberlam. De acordo com as investigações, uma dívida teria motivado a morte de Juberlam. 

No entanto, segundo um familiar da vítima, que não quis se identificar, um dos envolvidos no crime era primo de primeiro grau de Juberlam e um outro era padrinho de um dos seus filhos. "É uma situação bem complicada porque os envolvidos são os próprios familiares, inclusive o restante da família também está correndo risco de morrer. O restante da família não sabe que dívida era essa, só a mulher dele sabe ao certo o que ele devia", conta. Ainda de acordo com ele, a morte de Juberlam pode acabar com outras vítimas. "A cultura cigana costuma vingar as mortes, todo mundo está correndo risco". (Fonte: Correio24horas)

Postar um comentário

Pesquisar este blog

 
Top