Anuncio

Aproximadamente dez mil pessoas pararam nesta quinta-feira (27) para assistir a história do 3º maior Santuário do Brasil, mostrada por meio de uma peça de teatro apresentada pelo Grupo Teatral do Santuário na Praça do Santuário, em Bom Jesus da Lapa.

A apresentação fez um resgate histórico-cultural mostrando os primeiros passos do jovem de Lisboa a Salvador, o Pe. Francisco de Mendonça Mar, que trilhando os caminhos do Velho Chico, em busca de algo novo, encontrou um lugar diferente, um majestoso morro de pedra onde serviria de alicerce para as primeiras Romarias, e consequentemente a fundação da cidade de Bom Jesus da Lapa.

Vários personagens enriqueceram a encenação: índios, negros e os primeiros habitantes, com alguns traços culturais e artísticos, conforme o figurino da época. Deixando aproximadamente dez mil pessoas, moradores do município e romeiros durante uma hora e dez minutos encantados com os primeiros traços do início de uma das maiores romarias do Brasil, que deram o título a Bom Jesus da Lapa, de Capital Baiana da Fé.

“Eu já tinha lido, pesquisei para escrever algumas coisas sobre essa história, mas assistindo essa peça, eu viajei no tempo, tudo que tinha pensando das minhas leituras ficaram pequenas diante de tantos detalhes. Meu Deus, quanta beleza! A gente vem aqui, participa das romarias, no entanto pouco sabe da essência de tudo”, disse Alice dos Santos, romeira que veio de Minas Gerais.

Segundo Marcos de Souza, ter assistido a peça foi uma experiência única, que fortaleceu o entusiasmo e a fé para não deixar de vir uma vez no ano visitar o Santuário do Bom Jesus. “A gente fica sem entender como esse lugar surgiu, quando entramos a primeira vez ficamos com muitas perguntas, e a principal delas é como surgiu e quem foram as primeiras pessoas a pisar nesse local. Pensar que a fé de alguém, a vontade de fazer algo novo foi capaz de fazer esse lugar ser tão importante”, disse.

O morro do Bom Jesus é o principal ponto turístico do município, além de ser um ponto religioso que reúne mais de 300 mil pessoas por ano, também tem um belo cenário. E tem na sua essência, o encontro da fé, onde romeiros de diferentes lugares do Brasil e do mundo se fortalecem diante da caminhada religiosa. O local foi descoberto por pelo Monge Português Francisco de Mendonça Mar, que é reconhecido como o fundador do Santuário.

O Monge chegou à gruta há mais de 300 anos, onde se encantou com o local, a gruta, fazendo dela sua morada. Depois de um período voltou para Salvador, onde foi ordenado padre e retornou para Bom Jesus da Lapa, onde começou a dedicar o seu tempo servindo aos doentes e as pessoas que iam chegando ao local. Com isso começaram as romarias do Bom Jesus. A romaria do Bom Jesus da Lapa é a terceira maior romaria do Brasil e tem a sua culminância no dia 06, dia da grande festa religiosa. (Notícias da Lapa)


Postar um comentário

Pesquisar este blog

 
Top