Anuncio



Entre os 263 deputados federais que foram favoráveis ao arquivamento da denúncia contra Michel Temer, 40% deles respondem a inquéritos ou são réus em ações penais em andamento no Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com o Uol, 111 parlamentares com alguma pendência na Justiça votaram "sim" ao parecer do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que livrou o presidente de um eventual julgamento no STF. 

Um dos 111 votos contra a denúncia foi do deputado Celso Jacob (PMDB-RJ), que cumpre pena em regime semiaberto no presídio da Papuda, em Brasília. Jacob foi condenado pelo STF por falsificação de documento público e por dispensar uma licitação em 2003, quando era prefeito de Três Rios (RJ). Entre os 227 deputados favoráveis à admissibilidade do processo, 62 são alvos de algum procedimento investigatório no STF. O número representa 27% do total de votos. Outros seis parlamentares nessa situação faltaram à sessão.

Postar um comentário

Pesquisar este blog

 
Top