Anuncio

Se o urubu pode ser considerado um dos principais inimigos do piloto de avião, especialmente durante o pouso ou a decolagem, essa constatação se deu de forma bastante inusitada na manhã desta quarta-feira (16) no bairro do Caminho das Árvores, em Salvador.

Por volta de 6h30, um abutre entrou pela janela da cozinha de um apartamento no 8º andar do Condomínio Residencial Iguatemi, na Rua do Timbó, e surpreendeu um morador, identificado apenas como Matheus.
“O urubu entrou pela janela e foi pra cima dele. Ele então jogou um pano e tentou pegar o bicho pra colocar pra fora do apartamento. Foi aí que ele bicou e torceu, tentando arrancar um naco do braço dele, e depois voou”, contou a jornalista Gabriela de Paula, citando o relato feito por Matheus à mãe dela, que mora no mesmo prédio. “Ele (morador) contou que lavou o local com água e sabão porque, segundo ele, deixou uma baba marrom nojenta. E veio avisar à minha mãe pra fechar a janela”, relatou Gabriela.
A vítima do ataque resolveu procurar um médico. “Ele já tomou a antitetânica. A gente estava esperando ele voltar para casa”, afirmou a jornalista, na noite desta quarta. Durante o dia ela acompanhou boa parte da jornada para tentar capturar o urubu doido.

Após atacar o piloto, a ave (não se sabe se macho ou fêmea) ainda entrou, mais sem ser convidada, em outros dois apartamentos. Os moradores, então, tomaram uma providência: acionaram a Guarda Municipal, para tentar fazer o resgate do pássaro em segurança, enquanto ele continuava rondando o local. 

Um dos agentes que atendeu à ocorrência disse, no local, que podia se tratar de uma fêmea buscando local para instalar um ninho para os filhotes. Após a chegada dos guardas, a ave entrou em uma mata vizinha ao edifício e desapareceu. A assessoria da Guarda Municipal não foi localizada para comentar o incidente.

Transmite doença?
Mesmo se alimentando de carniça e alimentos estragados, o urubu não transmite doenças, segundo o biólogo Luiz Francisco Sanfilippo, do Zoológico de São Paulo. Ele também explica por que o bicho consegue a proeza de comer porcaria e não passar mal. "A diferença entre o sistema digestivo deles (abutres) e o de outras aves é a maior quantidade de ácido clorídrico no estômago”, explicou o especialista, em entrevista à revista Trip.

Mais surpreendente que isso é o fato de, por serem imunes a males como o botulismo, esses animais terem um sistema imunológico que pode ajudar a desvendar a melhor forma, por exemplo, de combater o vírus HIV, causador da Aids. Ou seja, no final das contas, apesar do dia de fúria - quem nunca? -, o urubu é gente fina. Correio

Postar um comentário

 
Top