Anuncio

Policiais civis da 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) prenderam, nesta quarta-feira, 9, o homem acusado de ter matado por asfixia Lúcia de Jesus Santos, de 27 anos. O crime aconteceu na noite do último domingo, 6, no povoado Segunda Aguada, na zona rural de Serrinha.

O delegado Hidelbrando Alves, coordenador em exercício da 15ª Coorpin, conseguiu o mandado de prisão preventiva de Denilson de Jesus Silva, conhecido como “Deni da Rodagem”. Ele foi capturado por agentes do Serviço de Inteligência (SI) por volta das 11h. Se comprovada a autoria do crime, o acusado será indiciado por feminicídio, de acordo com o artigo 121 do código penal, e poderá pegar até 30 anos de prisão.

O crime – Lúcia de Jesus Santos deu entrada no Hospital Municipal (HM) por volta das 19h de domingo, 6, com vários hematomas pelo corpo e sinais de estrangulamento. Desde então, Denilon passou a ser considerado suspeito. Lúcia e Denilson moravam juntos e tinham uma filha de três meses. “Eles viviam brigando. Ela [Lúcia] sofria agressões constantes”, disse uma amiga da vítima.

Ouvidos pelo Portal Cleriston Silva, familiares da vítima disseram que o casal morava no bairro da Rodagem e teria passado o domingo na zona rural do município na companhia da filha e de amigos. No retorno para casa, a mulher teria sido agredida com socos na face e, em seguida, estrangulada.

Após as agressões, a vítima teria sido abandonada desacordada nas proximidades da casa onde morava. A mulher chegou a ser levada para o HM, mas já deu entrada na unidade de saúde sem sinais vitais. O corpo de Lúcia foi sepultado na manhã de terça-feira, 9, no cemitério Paroquial de Serrinha. Portal Cleriston Silva

Postar um comentário

 
Top