Vídeo: Mãe pede ajuda para construir residência segura para morar com o filho em Santaluz-BA. - Blog Macaubense Life

AGORA

Post Top Ad

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Vídeo: Mãe pede ajuda para construir residência segura para morar com o filho em Santaluz-BA.

Uma publicação feita na última terça-feira (22) nas redes sociais pelo radialista Jessivaldo Dias, o ‘Djota’ da Santa Luz FM, chocou os internautas pelo estado precário da casa onde reside Mara de Jesus, de 23 anos, e seu filho, o pequeno Gabriel de apenas 2 anos, no bairro Mãe Rufina (próximo ao antigo Tanque do Alegreto), em Santaluz. 

Eles moram em uma residência na qual as paredes foram feitas com a antiga técnica de taipa – construção de paredes que utiliza barro amassado para preencher os espaços criados por uma espécie de gradeamento. Conforme a publicação, a paredes estão instáveis e encontra-se escorados com móveis e pedaços de madeira. 

O teto do imóvel que é coberto com telhas e lona também está comprometido. Desemprega, a jovem mãe faz apelo para construir um novo lar que ofereça mais conforto e segurança.

 “Estou ‘parada’, sem condições financeiras. Não consigo dormir direito, com medo da casa desabar sobre o meu filho. Preciso de cimentos, blocos e madeiras, quem puder me ajudar eu agradeço”.


Ajuda e mais ajuda
O vídeo foi postado pelo Radialista Djota atualmente tem cerca de 14 mil visualizações [ veja video ao final da matéria ]. A comoção da cidade foi instantânea, inúmeras pessoas começaram a entrar em contato para saber como ajudar. A construção de um novo lar para abrigar Mara e seu filho já havia sido iniciada graças à doação de alguns amigos e conhecidos da jovem, mas, com a campanha nas redes sociais e na Santa Luz FM, é esperando que consiga o mais breve possível materiais de construção necessários e suficientes para concluir a obra.

Como ajudar
As doações podem ser feitas na residência de Mara, no Bairro Mãe Runina. Maiores detalhes com Djota Radialista através do contato: (75) 9 9121 0851. Fonte: Vem Ver Cidade // vídeo abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário