Região de Irecê - Prefeitos e vices dos municípios de Ibipeba e Barra do Mendes têm mandatos cassados - Blog Macaubense Life

AGORA

Home Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Região de Irecê - Prefeitos e vices dos municípios de Ibipeba e Barra do Mendes têm mandatos cassados

Os prefeitos e os vice-prefeitos dos municípios baianos de Ibipeba e Barra do Mendes tiveram os mandatos cassados por decisão da Justiça Eleitoral por supostas irregularidades cometidas nas eleições de 2016. Os gestores são suspeitos de ações ilícitas em arrecadação para financiamento de campanha, abuso de poder político e outras irregularidades. As duas prefeituras rebatem as acusações e infomaram que já recorreram das decisões.

As decisões foram assinadas pela juíza da 176ª Zona Eleitoral, Marina Lemos de Oliveira, e publicadas na edição desta quinta-feira (14) do Diário da Justiça Eletrônico. Além da cassasão dos madatos e a inelegibilidade por oitos anos dos gestores, a magistrada determinou a realização de novas eleições nos dois municípios.

Segundo o TRE, como trata-se de decisão em primeira instância, os prefeitos deverão continuar no exercício de seus cargos até que ocorra o julgamento na Corte Eleitoral.

O prefeito de Ibipeba, Demóstenes de Souza Barreto Filho, e o vice dele, Otaniel Pereira da Cruz, são suspeitos de condutas em desacordo com as normas eleitorais relativas a arrecadação e gastos de recursos em campanha nas eleições do ano passado. Eles também foram denunciados por ilícitos com transporte de eleitores, gastos ilícitos com evento festivo e até distribuição de bebidas alcoólicas.

Já o prefeito de Barra do Mendes, Armenio Sodré Nunes, conhecido como Galego, e o vice, Erick Gilliard de Sousa Bastos, são suspeitos de abuso de poder econômico e abuso de poder político, também nas eleições do ano passado. Eles também são suspeitos de aumentar a contratação de servidores temporários e comissionados em ano eleitoral, na monta de 250% em relação ao número de efetivos, e realização de propaganda institucional em período vedado, assim como distribuição de cestas básicas.

O que dizem os suspeitos
Em notas divulgadas nesta quinta, as duas prefeituras negam as acusações e dizem que já adotaram as medidas cabíveis para tentar reverter a decisão judicial. Os prefeitos e vices afirmaram ainda que permanecem nos cargos até os julgamentos dos recursos. Confira abaixo as notas na íntegra.

Nota da prefeitura de Ibipeba:
"ESCLARECIMENTOS AO POVO DE IBIPEBA E REGIÃO

O Prefeito e Vice-Prefeito de Ibipeba, Demostenes e Tane, tendo em vista a notícia veiculada nas últimas horas, além dos boatos que sempre surgem nesse tipo de situação, esclarecem aos seus munícipes:

Mesmo diante da decisão proferida pela Excelentíssima Juíza da 176 Zona Eleitoral, que acolheu pedido do partido político do candidato derrotado Israel Lelis, o Prefeito e Vice-Prefeito continuam no cargo, trabalhando normalmente em busca de melhorias para o nosso povo até o trânsito em julgado da decisão. Informamos ainda que as providências cabíveis já estão sendo tomadas junto ao judiciário com o protocolo do Recurso.

Confiamos na Justiça Eleitoral e acreditamos que em suas superiores instâncias reformarão a sentença mantendo íntegro o mandato daqueles que foram eleitos pela vontade do povo e que desde o início da administração governam para o povo!!!"

Nota da prefeitura de Barra do Mendes:
ESCLARECIMENTOS AO POVO DE BARRA DO MENDES E REGIÃO

O Prefeito e Vice-Prefeito de Barra do Mendes, Galego e Erick, tendo em vista as notícias e boatos veiculados nas últimas horas, esclarecem ao povo de sua terra que: Apesar da decisão proferida pela Juíza da 176ª Zona Eleitoral, que acatou pedido do ex-candidato Rildo Vieira, que recebeu apenas 31,01% dos votos contra 68,99% dos eleitos, o Prefeito e Vice-Prefeito de Barra do Mendes continuam no cargo, trabalhando normalmente em prol do povo de nossa terra, até o transito em julgado da decisão, a qual será revertida em recursos que já estão sendo protocolados.

Confiamos estritamente na Justiça Eleitoral que em suas instâncias superiores reformará a decisão, mantendo integro o mandato dos eleitos e boa continuidade administrativa que Barra do Mendes vem atravessando. G1 BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad