Anuncio

O auxiliar de serviços gerais Nilson Salles ainda se surpreende com as cenas de tensão que viveu na última sexta-feira (15), quando se viu prestes a ser sugado pelo buraco de uma represa que se esvaziou em Franca (SP).


O acidente aconteceu depois que as comportas, abertas para que fosse medida a vazão do reservatório no clube Castelinho, não puderam ser fechadas por um galho enroscado. Na tentativa de salvar os peixes, Salles e o pedreiro Elias Pádua entraram com uma canoa, sem esperar que ela também seria puxada pela força da água. No fim, eles conseguiram ser resgatados por um guindaste.

"Realmente foi assustador, na hora lá eu não pensava em outra coisa, so tentei não deixar a canoa virar, porque a canoa até não podia ir embora, mas se a gente caísse lá a gente teria ido embora", relata. As informações são do G1 / Jornal da EPTV. Vídeo abaixo:


Postar um comentário

 
Top