Anuncio

No município de Xique-Xique, no Oeste Baiano, no Vale do São Francisco, não chove há cerca de 6 meses. A maior lagoa de região está praticamente seca e milhares de peixes morreram. Para as autoridades ambientais a seca completa da lagoa parecia ser uma questão de tempo. Por duas vezes pescadores junto ao IBAMA uniram forças e retiraram da lagoa cerca de 50 mil peixes que foram soltos às margens do rio São Francisco. O problema é que a maioria se afogou na lama e hoje está apodrecendo no solo rachado pelo sol. 

“Nós pecamos, a prefeitura pecou, o Estado pecou e, principalmente, o IBAMA, mas ainda existe tempo para a gente corrigir essas coisas”, afirmou Wanderley Pinheiro, analista ambiental de Itabuna. 

A seca fez com que os pescadores abandonassem suas atividades. 
“Uma quantidade de aproximadamente duas mil pessoas recebem impacto direto, pois os mesmos dependem dessa lagoa pra questão da pesca, eles dependem pra criação de animais e pequenas áreas agrícolas. Nós projetamos fazer canais aqui dentro, pra pelo menos perenizar a água quando ela estiver perdendo sua capacidade hídrica”, disse o secretário do meio ambiente, Roberto Rivelino. 

Cerca de vários meses não chove em Xique-Xique, mas segundo o geografo, Railton Barbosa, essa não é a única causa para a seca no local.

“Nós estamos aqui no intuito da lagoa, as queimadas aqui são constantes, o desmatamento também, a extração de areia, a pesca predatória, tudo isso contribuiu aqui com a seca da Lagoa de Itaparica. Associado com a estiagem, a extração irregular de água no subsolo e tudo isso provoca a seca muito rápida deste local”, completou Railton Barbosa. 

A previsão não é absolutamente nada animadora para os ribeirinhos. A chuva na região deverá vir apenas na segunda quinzena de outubro. Do G1



Postar um comentário

Pesquisar este blog

 
Top