BAHIA: Bebê com problema no coração e infecção no pulmão aguarda há 8 dias transferência para UTI neonatal - Blog Macaubense Life

AGORA

Post Top Ad

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

BAHIA: Bebê com problema no coração e infecção no pulmão aguarda há 8 dias transferência para UTI neonatal


Um bebê de quase dois meses que nasceu com má formação no coração e está com infecção no pulmão aguarda há oito dias por uma vaga em uma UTI pediátrica na Bahia. Conforme os pais de Bruno Daniel, a criança aguarda a regulação dentro de uma encubadora de uma sala cirúrgica do Hospital Municipal de Mata de São João, na região metropolitana de Salvador, que não possui a UTI para crianças.

"Ele precisa de uma cirurgia. O médico detectou que ele tem uma veia que não liga para o coração", explicou Alessandro Sena, pai da criança. O bebê, conforme os pais, ainda nasceu com o cordão umbilical enrolado no pescoço, mas não há informações da relação da má formação cardíaca com o problema no nascimento. A família está preocupada porque, como o hospital não tem UTI pediátrica, eles alegam que Bruno Daniel está sem os cuidados médicos que precisa até que seja operado.

Por meio de nota, a Central Estadual de Regulação informou que está em busca de um leito especializado para transferir o bebê. A mãe de Bruno Daniel, Daniele Sena, contou que só descobriu a situação do filho quando ele passou mal e ela resolveu levá-lo à unidade de saúde. "O estado dele já foi piorando. Ele começou a revirar o olhinho, e a perder o oxigênio. A unha dele começou a ficar roxa. A médica me perguntou se ele [o filho] tinha problema de coração e eu disse que não, porque até então disseram para mim que meu filho nasceu bem", disse Danile.

Após seis dias no hospital, a criança foi avaliada por um cardiologista no hospital e foi feito exame que confirmou o diagnóstico de má formação no coração. O pai de Bruno Daniel fez um apelo para que o filho dele seja transferido de hospital. "Diretores de hospitais, autoridades, o que puderem fazer por mim, achar uma vaga para meu filho, me ajude. Estou desesperado e não tenho a quem recorrer", pediu. G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas do Blog