Vídeo: Adolescente matou ex de 48 anos a facadas por vingança. - MACAUBENSE LIFE

AGORA

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Vídeo: Adolescente matou ex de 48 anos a facadas por vingança.


O adolescente de 17 anos apreendido suspeito de matar a facadas a ex-namorada, a professora Sidiney Rodrigues Carneiro, de 48 anos, disse à Polícia Civil que cometeu o crime por vingança, em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Segundo a corporação, menor alegou que Sidiney já havia tentado matá-lo.

De acordo com o delegado Cleber Martins, além da vingança, testemunhas disseram que o adolescente não aceitava o término do relacionamento. “Ele alega que a vítima tenha sido a mandante e também coautora de um atentado contra a vida dele, fato que se deu em agosto deste ano e, desde então, ele jurou que mataria, tanto ela, quanto o amigo que atentou contra a vida dele”, contou. 

O crime ocorreu no sábado (9), no Setor 4 de Águas Lindas de Goiás. Segundo o delegado, menor confessou que invadiu a casa, trancou três pessoas em um quarto e, em seguida, levou a vítima para cozinha, onde a atingiu com 14 facadas. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas quando chegou ao local constatou a morte de Sidiney.

Claudenis Alves Fonseca, que namorava Sidiney atualmente disse que ouviu a companheira pedindo para que ele não a matasse. “Teve uma hora que ele falou que amava ela, ela falou ‘menino, procure uma pessoa que dê certo contigo’. Foi a hora que ele deu a primeira perfuração nela, que ela falou ‘para, não faz isso, não faz isso’, ele continuou e eu só ouvi ela falando isso”, contou.


O menor morava a poucos metros da casa da professora. Uma amiga da vítima que não quis se identificar contou que os dois namoraram por seis meses, mas o adolescente não aceitava o término do relacionamento e fazia constantes ameaças. “Ela não tinha medo porque não acreditava que ele ia fazer. Ela falava que não ia acontecer, porque se fosse para acontecer já tinha acontecido”, afirmou. Segundo a Polícia Civil, ele foi autuado pelo ato infracional análogo ao feminicídio triplamente qualificado e pode ficar até três anos apreendido. Conforme o delegado, o processo segue na Vara da Infância e deve ser concluído ainda nesta semana. A reportagem não conseguiu localizar a defesa do adolescente.

Luto

Sidiney era professora na rede municipal de educação de Águas Lindas de Goiás. Em sua página na rede social, ex-alunos e colegas de trabalho manifestaram homenagens. No último dia 29 de novembro, a mulher havia anunciado que seria bisavó. No post foram feitos comentários falando sobre como era ela como profissional, e atacando o suspeito. “Você teve muitas qualidades. Deus te receba de braços abertos. Luto”, escreveu uma amiga da vítima. Em outro comentário, um usuário chama o adolescente suspeito de mata-la de “frio” e covarde”. “Pois é, e foi assassinada pelo seu amásio de 17 anos, assassino frio e covarde que tirou a vida dessa professora”, manifestou no perfil da professora. As informações são da TV Anhanguera. Vídeo abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...