Jequié-BA: Suposto causador da tragédia na BR-116 não tinha idade para dirigir micro-ônibus - MACAUBENSE LIFE

Agora

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Jequié-BA: Suposto causador da tragédia na BR-116 não tinha idade para dirigir micro-ônibus


O motorista do micro-ônibus Gleidson Souza Silva, de 20 anos (acima no destaque), que morreu na tarde de sexta-feira (16), no Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié e, que, supostamente teria sido causador da batida frontal com o caminhão conduzido pelo jovem jequieense Matheus Souza Chaves, que faleceu no local do acidente, não possuía idade e habilitação legal para estar dirigindo esse modelo de veículo no transporte de passageiros.

O Código de Trânsito Brasileiro (CBT), Lei nº 9.503/97, exige que, “além da idade mínima de 21 anos, o condutor tenha pelo menos dois anos de habilitação na categoria B ou um ano na categoria C, para se candidatar à categoria D”, necessária para esse tipo de serviço. O documento de infração do motorista foi juntado ao laudo pericial nº 007/2018, expedido pela delegada Alessandra Pimentel, da DPC da 9ª Coorpin de Jequié.

Geraldo Souza de Jesus (foto acima à dir.), 33 anos, natural do município de Gavião, passageiro do coletivo também foi internado em estado grave no HGPV e faleceu na tarde de sexta-feira (16).

No hospital deram entrada 25 pessoas entre adultos e crianças, quatro delas em estado grave, entre as quais estão incluídos os dois óbitos. O acidente que envolveu o micro-ônibus que procedia do Rio de Janeiro e o caminhão que saiu de Jequié, com destino a Vitória da Conquista, ocorreu por volta das 5h30 no Km-719 da BR-116, próximo a localidade conhecida por “Duas Irmãs”, que compreende o município de Manoel Vitorino. O jequieense Matheus Souza Chaves, apelidado de “Matheus Boneka”, foi sepultado na manhã deste sábado (17), no Cemitério São João Batista, com numeroso acompanhamento. [Jequié Repórter].

Nenhum comentário:

Postar um comentário