Conquista-BA: Bebê com malformação no coração precisa de vaga em hospital para fazer cirurgia, 'está toda inchada' - MACAUBENSE LIFE

Agora

domingo, 25 de março de 2018

Conquista-BA: Bebê com malformação no coração precisa de vaga em hospital para fazer cirurgia, 'está toda inchada'


Um bebê com apenas um mês está internado em estado grave, no Hospital Municipal Esaú Matos, em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. Heloysa Lisboa possui cardiopatia congênita complexa e precisa de uma vaga em um hospital especializado para fazer uma cirurgia, mas a unidade de saúde onde ela está internada não faz o procedimento médico.

De acordo os pais da criança, aos sete dias de vida Heloysa precisou ser internada na UTI neonatal do hospital por conta da cardiopatia, que é uma malformação no coração e desde então não deixou a unidade de saúde. "É de apertar o coração ver que a filha da gente não consegue nem chorar, a única coisa que a gente consegue ver é a lágrima saindo do olho dela", disse o pai Wesley de Carvalho.


A família, que mora em Barra do Choça, a cerca de 30 km de Vitória da Conquista, não tem como permanecer no hospital, nem na cidade onde fica o hospital em que a filha está internada. Com isso, todos os dias eles precisam fazer o trajeto para acompanhar a internação do bebê.

"A gente está de mãos atadas, a gente não sabe o que fazer. Não aguento mais chegar no hospital e vê minha filha daquele jeito, toda inchada. Ela precisa urgentemente dessa cirurgia, para sobreviver", disse a mãe da criança, Gisele Lisboa.

Por meio de nota, o Hospital Municipal Esaú Matos informou que oferece todos os cuidados necessários e disponíveis e que solicitou, em caráter de urgência, a transferência do bebê para um centro especializado já que Vitória da Conquista não possui. A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) foi procurada, mas ainda não se posicionou sobre o caso.

Os pais, angustiados, correm contra o tempo. Eles conseguiram uma determinação da Justiça no dia 7 de março para transferência imediata de Heloysa para um hospital público ou particular que faça a cirurgia. A espera tem uma multa de R$ 1 mil por dia. Entretando, a família segue sem respostas.

"A médica já chegou para gente e falou que o coração dela [Heloysa] não está aguentando e não vai aguentar se não fizer essa cirurgia logo. A gente está aqui no apelo para ver se consegue uma vaga logo para minha filha", concluiu Wesley. G1-BA



Heloysa tem malformação no coração, está em estado grave e precisa de vaga em hospital para fazer cirurgia no coração (Foto: Reprodução/TV Bahia)Heloysa tem malformação no coração, está em estado grave e precisa de vaga em hospital para fazer cirurgia no coração (Foto: Reprodução/TV Bahia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário