Botijão de gás por R$120, em Juazeiro e Petrolina: Crime que deve ser denunciado ao Procon - MACAUBENSE LIFE

Agora

terça-feira, 29 de maio de 2018

Botijão de gás por R$120, em Juazeiro e Petrolina: Crime que deve ser denunciado ao Procon


Alguns consumidores entraram em contato com nossa redação para reclamar do preço do botijão do gás de cozinha cobrado por alguns comerciantes de Juazeiro e Petrolina, após a escassez do produto provocada pela paralisação dos caminhoneiros, que já dura oito dias.

Uma dona de casa, que pediu para não ser identificada, informou que comprou um botijão por cento e vinte reais, num comércio no bairro Santo Antônio. Entramos em contato com o dono do estabelecimento que negou a informação e disse que “não tem mais botijão pra vender, mas se tivesse venderia pelos cento e vinte reais”, assumindo a prática abusiva.


O comerciante Edmilson Oliveira, dono de uma padaria, também no bairro Santo Antônio, falou a nossa reportagem que para garantir a produção de pães no dia de hoje, teve que comprar o gás de cozinha em Santana do Sobrado, Casa Nova. Ele comprou os seis botijões que estavam no estoque. Cada um, por cento e vinte reais.

Segundo informações que apuramos, as distribuidoras de Juazeiro já estão sem estoque e ainda sem previsão de receberem o produto. As revendedoras que ainda ofertam o botijão nas duas cidades, estão inflacionando o preço e cobrando um valor que é 85% a mais do que era vendido antes do protesto dos caminhoneiros. O Sindicato dos Revendedores de Gás LP do Estado da Bahia (SINREVGAS) informou que o valor médio do preço do botijao de 13Kg é R$ 65.

Nossa equipe deu um giro por vários pontos de venda de Juazeiro para conferir os preços e constatou que em alguns locais, o valor é de R$ 120. A prática de preço abusivo é crime contra a Ordem Econômica e abuso do Direto do Consumidor e as denúncias podem ser feitas ao Procon. [Fonte site Preto no Branco]

Nenhum comentário:

Postar um comentário