Barreiras-BA: Homem declarado morto por duas vezes voltou a respirar na sala de embalsamento. - MACAUBENSE LIFE

Agora

quarta-feira, 27 de junho de 2018

Barreiras-BA: Homem declarado morto por duas vezes voltou a respirar na sala de embalsamento.


A Polícia Civil de Barreiras recebeu denúncia de familiares de um homem de 84 anos que foi considerado morto pelo hospital maternidade de São Desidério, região Oeste da Bahia, mas voltou a respirar enquanto o corpo era preparado para ser embalsamado por agentes da funerária Senhor do Bonfim, na cidade de Barreiras/BA.

No plantão do complexo policial do bairro Aratu, o senhor José Carlos Levi Guedes descreveu que seu sogro Joaquim Manoel de Sales desmaiou, após passar mal em casa, entre 16h e 17h de sábado (23), sendo imediatamente levado para o posto de saúde de Catolândia por volta das 18h, mas, em seguida, transferido para o H. M. S. D., onde o médico Miler Cosar atestou a morte e entregou Declaração de Óbito aos familiares. José Carlos ressalta que recebeu uma via amarela preenchida e assinada pelo profissional de saúde por volta das 18h, quando solicitou que agentes funerários fizessem remoção do corpo para preparar o funeral na cidade de Barreiras/BA.

Ao chegar na sala da funerária, ainda conforme relato do genro da vítima, no instante em que transferiram seu sogro de uma urna para outra, seus cunhados Joaquim Manoel de Sales Filho e Nevton Sales (filhos do idoso) perceberam que o pai estava respirando. Neste momento, foi levado para o Hospital do Oeste, por volta das 22h de sábado, onde profissionais de plantão os afirmaram que ele se encontrava vivo e tinha sido encaminhado para a sala de reanimação, mas não resistiu. Desta vez, o óbito foi informado por volta das 23h 00.


Na delegacia, onde registrou o caso na madrugada de domingo (24), José observou que ainda não tinha recebido documento do Hospital do Oeste que comprovasse o óbito do sogro, porém o médico plantonista solicitou que o falecido fosse transladado ao IML regional para realização de necropsia – exame que consiste em avaliar o que provocou a morte do idoso.

Tudo está registrado no complexo policial de Barreiras, de onde o delegado Erick Otaviano Torres enviou o caso para a delegacia Territorial de Catolândia/BA prosseguir com as investigações. [Alô Alô Salomão]

Nenhum comentário:

Postar um comentário