Conquista-BA: Pais conseguem na Justiça ordem para que filha com tumor no cérebro seja transferida para fazer cirurgia - MACAUBENSE LIFE

Agora

sábado, 14 de julho de 2018

Conquista-BA: Pais conseguem na Justiça ordem para que filha com tumor no cérebro seja transferida para fazer cirurgia


Os pais de uma menina de 3 anos que tem um tumor no cérebro, e que está internada em um hospital de Vitória da Conquista, na região sudoeste da Bahia, conseguiram na Justiça que a criança seja transferida para outra unidade médica para que possa passar uma neurocirurgia.


O procedimento cirúrgico, segundo os familiares da menina foi indicado pelos médicos com urgência, para que a criança possa sobreviver. O Hospital Geral de Conquista, onde ela está internada, no entanto, não oferece suporte para a cirurgia da menina, que tem nome de Luma. Conforme a determinação judicial, nesta sexta-feira (13), o prazo é de 72h para que a transferência ocorra.


A criança e os pais são da cidade de Itapetinga. Os familiares contam que os sintomas começaram a aparecer há alguns meses. “Ela começou a apresentar um desequilíbrio. Começou caindo e sentindo muita dor no braço e se queixando de dor no pescoço”, disse o pai, Wagner Lima.

Wagner diz que levou a filha para vários médicos em Itapetinga, mas que nenhum deles descobriu o que a criança tinha. “Lá, os médicos só receitavam Dipirona, Paracetamol e Ibuprofeno. Eles não têm condições, maquinário suficiente para fazer os exames que ela necessitava. Ela veio para o hospital de Conquista, onde foi bem recebida. Fez uma tomografia do crânio e constatou que ela estava com um tumor”, diz.

Wagner afirma que a família não tem condições de se manter em Conquista e que a filha precisa logo ser transferida para Salvador ou Feira de Santana, a 100 km da capital baiana, porque o estado de saúde dela se agrava a cada dia.

“O olho esquerdo dela começou a cair, a ter um problema, e a mão está trêmula. O médico deu um relatório informando que ela poderá ter sequelas graves, porque o tumor no cérebro já estava com 4,8 centímetros no dia 19 do mês passado. Disse que o tumor estava crescendo e que ela precisava urgentemente de uma transferência”, afirma.

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) informou, por meio de nota, que a Central de Regulação está em busca de uma vaga que atenda ao perfil da paciente. // G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário