Simões Filho-BA: Presidente de cooperativa de transporte é morto com tiros na cabeça dentro de casa - MACAUBENSE LIFE

Agora

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Simões Filho-BA: Presidente de cooperativa de transporte é morto com tiros na cabeça dentro de casa


O presidente da Cooperativa de Transporte (Coostar), Edson José dos Santos, foi assassinado dentro de casa na madrugada desta segunda-feira (13/8) em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). A esposa da vítima foi ‘poupada’ pelos criminosos, que estavam encapuzados para dificultar a identificação.
 Testemunhas informaram que o crime aconteceu por volta das 4:30, na Avenida Elmo Serejo de Farias, na altura do bairro CIA II, em frente ao Colégio Diácono Fernando Brito.

Edson estava dentro de casa, na companhia da esposa, no momento em que homens armados, encapuzados, invadiram o condomínio fechado em que ele residia. Os criminosos subiram as escadas, bateram na porta da residencia, e quando Edson abriu atiraram diversas vezes na cabeça dele. Ele morreu na hora.

A esposa de Edson, que não teve o nome revelado, teria se trancado dentro do banheiro, enquanto ele estava sendo executado na sala. Ela foi poupada pelos atiradores.

Imagens de câmeras de segurança do prédio devem ser encaminhadas aos investigadores do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que devem investigar o caso, com apoio da 22ª Delegacia Territorial (DT/Simões Filho). As imagens podem ajudar nas identificação dos criminosos.

Edson tinha o costume de sair na portaria do prédio onde morava todos os dias por volta das 04:45, para entregar a chave da van ao motorista. Edson chegou a ser presidente da cooperativa que atualmente administra o sistema de transporte em Simões Filho – a Cootasf, mas recentemente ele se afastou do cargo e fundou uma nova cooperativa – a Coostar, que circula com cerca de 20 veículos no município.

Anderson, o cobrador de uma das linhas da coperativa, lamentou a morte do amigo.“Era como se fosse um irmão para mim, ele não tinha inimigos. Era trabalhador”, disse [Simões Filho Online]

Nenhum comentário:

Postar um comentário