Região de Irecê: Maracujá produzido em Jussara é exportado para o Vale do São Francisco - MACAUBENSE LIFE

Agora

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Região de Irecê: Maracujá produzido em Jussara é exportado para o Vale do São Francisco


Pequenos agricultores do Sertão da Bahia apostaram no maracujá como fonte de renda e estão felizes com o resultado. Entre ramos e folhas, o maracujá está pronto para ser colhido. A fruta é a principal fonte de renda, ainda de uma quantidade limitada de pequenos produtores da localidade de Recife, zona rural do município de Jussara, na região de Irecê.

O maracujá precisa de água pelo menos duas vezes por semana. Quando o período de chuva na região é satisfatório, a irrigação é natural, com água da chuva. Mas, habitualmente os agricultores precisam usar um sistema artificial que construíram para garantir a produtividade da lavoura.

A propriedade de João Marcos Nunes de Figueiredo, 22 anos, comporta em torno de 4 mil plantas, totalizando mais ou menos 1200 plantas por hectare em espaçamento de 3 m entre linhas e 3 m entre plantas (3m x 3m). As informações foram repassadas ao Central Notícia pelo Engenheiro Agrônomo Adle Mendes Novaes.

A irrigação da área é localizada, em forma de gotejamento e a água advinda de poço semi-artesiano, através do conjunto motor/bomba é bombeada até a área da irrigação para lavoura. São colhidas até quatro safras no manejo do produtor, com uma média de produção de 2500 caixas de 16 kg na safra, totalizando 10 mil caixas no ano.

Cerca de 80% da produção é escoada para o Vale do São Francisco, Juazeiro/Petrolina e, os outros 20% ficam nas feiras e quitandas da região de Irecê. Toda área é acompanhada pelo Engenheiro Agrônomo Adle Mendes Novaes, da empresa Biolchim, que dá o suporte de assistência técnica. De acordo com Adle Mendes, na região de Irecê, o cultivo do maracujá gigante amarelo, em média grande escala ainda é pouco, porém, há uma outra área de tamanho expressivo, também em Jussara. A perspectiva é aumentar o tamanho da área no próximo semestre.


Fonte: Central Notícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário