EUA: Trump se irrita com jornalista da CNN em entrevista coletiva - MACAUBENSE LIFE

Agora

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

EUA: Trump se irrita com jornalista da CNN em entrevista coletiva


A entrevista coletiva de Donald Trump nesta quarta-feira (7) pós-eleição foi bastante agitada, e teve um ponto alto de tensão quando Trump respondeu de forma enérgica a um jornalista da rede CNN, Jim Acosta, a quem chamou de "inimigo do povo" por, segundo o presidente, reportar notícias falsas.


A CNN é um dos alvos prediletos de Trump nos muitos ataques que faz à imprensa, que alega persegui-lo. Na mesma coletiva, o líder americano disse que pode retrucar caso comece a ser investigado por deputados democratas, que conquistaram a maioria da Câmara dos Representantes. O presidente considerou o resultado da eleição "um tremendo sucesso", apesar desse revés.

A discussão com Acosta começou depois de uma pergunta sobre a caravana de latino-americanos que se aproximava dos EUA, quando o jornalista perguntou a Trump se ele achava que tinha "demonizado" os imigrantes.

"Acho que você deveria me deixar comandar o país, e administrar a CNN e, se você fizesse isso bem, sua audiência seria muito melhor", disse o republicano.

Depois que Acosta tentou emendar uma pergunta sobre a investigação de suposto conluio com a Rússia para influenciar a eleição de 2016, Trump se irritou: “Isso é o suficiente. É o bastante. É o bastante. Com licença, isso é o suficiente", disse e observou que "não estava preocupado com nada" porque a investigação era "uma farsa". “Já basta. Largue o microfone", disse em seguida.

Enquanto o repórter continuava a perguntar, Trump ficou mais agitado e se afastou do pódio em que falava. Acosta se sentou. Trump então disse: “Eu vou te dizer: a CNN deveria ter vergonha de ter você trabalhando para eles. Você é uma pessoa grosseira e terrível. Você não deveria estar trabalhando para a CNN. A maneira como você trata Sarah Huckabee é horrível e a maneira como você trata as outras pessoas é horrível. Você não deve tratar as pessoas desse jeito. "

Outro repórter, Peter Alexander, da NBC, foi chamado pelo presidente e disse: "Em defesa de Jim, eu viajei muito com ele, ele é um repórter dedicado". Trump o interrompeu, dizendo ao jornalista da NBC News: "Eu também não sou um grande fã seu", o que provocou risos na sala. Acosta continuou a tentar fazer perguntas sem o microfone, fazendo com que Trump lhe dissesse: “Apenas sente-se, por favor. (...) Quando você reporta notícias falsas, o que a CNN faz, muito, você é o inimigo do povo. ”




Nenhum comentário:

Postar um comentário