Caminhoneiro sai a pé de São Miguel das Matas-BA para Bom Jesus da Lapa com cruz de 20 kg nas costas e emociona romeiros em missa. - MACAUBENSE LIFE

Agora

sábado, 1 de dezembro de 2018

Caminhoneiro sai a pé de São Miguel das Matas-BA para Bom Jesus da Lapa com cruz de 20 kg nas costas e emociona romeiros em missa.


O caminhoneiro Josenilton Ribeiro dos Santos, de 36 anos, popular “Niltinho”, que saiu a pé da cidade de São Miguel das Matas/BA, no dia 4 de novembro, levando no ombro uma cruz de aproximadamente 20 quilos, chegou em Bom Jesus da Lapa às 2:30 da tarde desta sexta-feira, dia 30.

“Niltinho” agradeceu a todos que rezaram por ele. “Também agradeço ao povo de São Miguel que me deu apoio durante a viagem, o vice-prefeito Val Big, o prefeito Zé Renato, a vereadora Nide, Zé Pires, Tonhão Maragal, Cosmão da Caçamba, Ito do Posto, Toi da Topik e outras pessoas. Se não fosse o povo de São Miguel das Matas me ajudando de todas as formas eu poderia demorar bem mais tempo pra chegar aqui, tou com algumas assaduras nas partes íntimas, mas pelo que andei eu me sinto bem”, disse.

Na noite desta sexta-feira (30) “Niltinho” participou da 2ª noite da novena de Nossa Senhora da Conceição, no Santuário do Bom Jesus da Lapa e da Mãe da Soledade. Durante a missa Padre Stanislaw Wilczek CSsR chamou “Niltinho” ao altar, dizendo. “Vocês estão percebendo que este homem está todo dolorido, é um romeiro muito especial que fez a sua romaria a pé, passou mais que 600 quilômetros carregando consigo uma cruz”, disse o padre.
TESTEMUNHO
“Trabalhei na Prefeitura de São Miguel das Matas e sempre ajudei todo mundo, e depois da minha separação eu me joguei no mundo das drogas, mas graças ao meu bom Deus eu tive um sonho com Ele me falando: ‘filho, constrói uma cruz de 3 metros por 1,5 de braço e caminhe em tua cidade que você vai ganhar a confiança de todos, e depois que terminar a caminhada em tua cidade coloque a cruz dentro da igreja e quando chegar no dia 4 de novembro você segue no sentido a Bom Jesus da Lapa. Você vai sozinho, que vou estar do seu lado’”, disse.

COMOÇÃO POPULAR
Niltinho ainda falou sobre a grande comoção popular dos seus conterrâneos, amigos e até desconhecidos. “As pessoas de minha cidade se comoveram e começaram a me seguir em procissão, saíram de São Miguel até Amargosa, e de lá pra cá ninguém me abandonou porque Deus quis que eu mudasse”. Niltinho se libertou das drogas após o sonho.

Niltinho chegou a caminhar 100km por dia. “Eu falava, ‘meu Deus, me pôe em tua mão e me leva, e isso Ele fez. Eu estou aqui hoje todo machucado, mas Deus é tão bom quando a gente se entrega pra Ele de verdade que eu tou conseguindo andar, porque era pra eu tá me repousando na pousada, mas eu tou aqui”.

RESTAURAÇÃO
Niltinho concluiu dizendo que voltará pra sua cidade sendo um novo homem, pois vai ajudar a organizar em São Miguel o terço dos homens e vai ser papai noel no Natal. Ele também pensa em montar um Centro de Recuperação em São Miguel. “Quando cheguei aqui na Lapa o prefeito Zé Renato me ofereceu um emprego, mas disse a ele que já trabalhei na Prefeitura e não quero voltar a trabalhar lá, mas se ele quiser me ajudar a montar um Centro de Recuperação eu aceito”. Niltinho se reconciliou com algumas pessoas, ele disse que retirou a queixa contra dois policiais de São Miguel. E durante o trajeto, seu filho que não estava falando com ele, ligou para conversar com o mesmo.

DOAÇÃO EM DINHEIRO
Durante a viagem depositaram na conta de “Niltinho” mais de R$ 5 mil reais. “Eu gastei esse dinheiro pagando feira para pessoas que estavam com fome e exames de vista para pessoas que estavam quase cegas, sobrou R$ 429 reais que comprei tudo de lebrancinha para as pessoas da minha cidade”.

MENSAGEM DE “NILTINHO” DURANTE A MISSA: “Se você encontrar algum viciado nas drogas não jogue pedras, dê a mão porque todo mundo merece uma chance, fazendo isso você vai ser uma pessoa de Deus de verdade, mas quando você dar as costas, pensando só em si, você vai perder uma estrelinha lá em cima. E se você receber um convite para usar drogas, pense em Deus primeiramente, porque tem pessoas que usam e param, mas tem pessoas que não conseguem parar e tem um final muito trágico”. [Texto: Hélio Alves/ Tribuna do Recôncavo]




Nenhum comentário:

Postar um comentário