Facções usam redes sociais para divulgar torturas na Bahia - MACAUBENSE LIFE

Agora

terça-feira, 14 de maio de 2019

Facções usam redes sociais para divulgar torturas na Bahia

Uma reportagem do Correio nesta terça-feira (14), mostra que facções criminosas da Bahia estão usando as redes sociais para promoverem terror, compartilhando cenas de torturas no estado.



A publicação teve acesso a vídeos gravados em Tancredo Neves, Simões Filho e Maragogipe. Em um vídeo gravado em Maragogipe, duas mulheres apanham após terem se desentendido e chegado às vias de fato. Criminosos agridem as vítimas e um deles diz: “Zeca mandou, essa é a ideia…”. Zeca é o comandante do tráfico no local, que não quer brigas entre moradores para não atrair a polícia.

O professor de Sociologia da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Eduardo Paes Machado, comentou os vídeos. “Quanto mais violência, maior é a reputação moral. Você acaba tendo um triunfo em relação aos seus adversários [ao exibir as imagens]. Os grupos delituosos também utilizam os vídeos para dissuadir seus adversários, tipo ‘não vamos mexer com eles’, ‘não vamos pegar no calo dele’”, disse.

A Polícia Civil da Bahia informou em nota que as investigações “são contínuas no sentido de identificar e prender integrantes de quadrilhas, além de desarticular o crime organizado. Qualquer imagem que contém ações delituosas e que cheguem ao conhecimento da polícia judiciária, tem sua veracidade apurada”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário