LEM-BA: Polícia conclui inquérito e descobre o que realmente aconteceu com a morte de Maxuel, confira. - MACAUBENSE LIFE

Agora

Post Top Ad

terça-feira, 17 de setembro de 2019

LEM-BA: Polícia conclui inquérito e descobre o que realmente aconteceu com a morte de Maxuel, confira.

A Polícia Civil de Luís Eduardo Magalhães elucidou o crime de homicídio consumado ocorrido no último dia 06/07/2019, tendo como vítima a pessoa de nome Maxuel Luiz Pereira, fato ocorrido na Rua Central, Bairro Santa Cruz, neste município. Na ocasião, a vítima Maxuel foi levada para a UPA pelos próprios familiares, logo após uma suposta tentativa de roubo, fato este que não restou devidamente comprovado após serem colhidos depoimentos de testemunhas, em especial, dos próprios familiares da vítima.




Na conclusão do Inquérito Policial, o DPC Joaquim Rodrigues entendeu que não houve tentativa de roubo, mas sim, a prática do crime de homicídio culposo consumado, provocado por disparo acidental de arma de fogo, ocasião em que um único prójetil atingiu a região do abdômen da vítima Maxuel, quando ele se encontrava dentro de sua própria residência, juntamente com os irmãos Wanderson Luiz Pereira, conhecido como "Nando" e Claudivan Luiz Pereira, conhecido como "Vandinho".

Segundo relatos, Wanderson, conhecido como "Nando", estava limpando um revólver calibre .32, que estava municiado com 03 (três) munições do mesmo calibre e, devido às más condições de funcionamento da arma de fogo, ao tentar fechar o tambor ocorreu o disparo, que atingiu quase que “à queima-roupa” a vítima Maxuel que, apesar de ser imediatamente socorrido pelos próprios familiares, levado à UPA de Luís Eduardo Magalhães, chegou a ser transferido para o HO em Barreiras, mas não resistiu ao ferimento e foi a óbito na noite do dia 07/07/2019.

O irmão que afirmou ter acidentalmente desferido o disparo, se apresentou à Polícia Civil e seu estado era deplorável, mostrou-se bastante abalado, chorava copiosamente, relatou que amava seu irmão Maxuel, com o qual tinha um excelente relacionamento.

Na conclusão do Inquérito Policial, a Autoridade Policial DPC Joaquim Rodrigues não indiciou o autor do disparo Wanderson Luiz Pereira, conhecido como "Nando", pela prática do crime de homicídio doloso (quando há intenção de matar), mas sim homicídio culposo, pois, apesar de não ter intenção de matar, foi imprudente ao manusear arma de fogo, assumindo o risco de produzir o resultado morte de seu irmão Maxuel. // Fonte e foto Blogbraga de Edivaldo Braga


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad