Camaçari-BA: Policial militar morto durante assalto a restaurante é enterrado - MACAUBENSE LIFE

Agora

Post Top Ad

terça-feira, 5 de novembro de 2019

Camaçari-BA: Policial militar morto durante assalto a restaurante é enterrado

O policial militar que morreu após reagir a um assalto em Camaçari, região metropolitana de Salvador, foi enterrado na tarde desta terça-feira (5). O sepultamento do cabo Renato Santana Medeiros, de 46 anos, aconteceu por volta das 16h, no Cemitério Jardim da Saudade, no município de Alagoinhas.



O policial militar Renato Medeiros morreu após ser baleado em um restaurante, que fica no bairro Gleba C, na tarde de segunda-feira (4). Segundo a Polícia Militar, o caso ocorreu durante um assalto ao estabelecimento.

No momento do ocorrido, o policial estava de folga e, segundo testemunhas, foi atingido quando reagiu ao assalto e trocou tiros com os criminosos, que fugiram em seguida. Em nota, a PM informou que as circunstâncias do ocorrido ainda serão esclarecidas.

O restaurante onde ocorreu o assalto não tem câmeras de segurança. Sandálias dos assaltantes foram encontradas no local do crime. Segundo a Polícia Civil, o caso é investigado em sigilo, mas até o momento os suspeitos não foram identificados.

De acordo com a PM, a vítima era do 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM) e integrava há 20 anos o quadro funcional da corporação. Segundo o comandante do 12ª Batalhão de Polícia Militar (Camaçari), Antônio Sampaio Souza Júnior, o policial morava no mesmo bairro onde foi morto.

Em 2019, a Bahia registrou oito PMs assassinados. Um estava de serviço, cinco de folga e dois da reserva. No dia 29 de outubro, o policial militar Tiago Ribeiro Santos foi morto durante um assalto a uma joalheria, ele também estava de folga no dia do crime.

Populares informaram que uma pistola da vítima foi roubada pelos assaltantes, que fugiram do local a bordo de um carro. Um vídeo mostra o momento em que o policial militar foi atingido. Ainda de acordo com a PM, o policial era lotado na 58ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM- Cosme de Farias).

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), um dos suspeitos de participar da ação, identificado como Washington, foi preso horas após o crime. Entretanto, o jovem foi liberado ainda na terça. G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad