Com greve de parte da PM, Ceará registra 29 homicídios em 24 horas - MACAUBENSE LIFE

Agora

Post Top Ad

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Com greve de parte da PM, Ceará registra 29 homicídios em 24 horas

O Ceará registrou o período mais violento do ano entre 6h de quarta-feira (19) e 6h de quinta. Foram 29 assassinatos no estado, conforme a Secretaria Estadual de Segurança Pública. O recorde das mortes ocorre em meio ao motim dos policiais e bombeiros militares do estado por aumento salarial.


De 1º de janeiro a 18 de fevereiro deste ano, a média no Ceará foi de seis homicídios por dia. Até então, a data mais violenta do ano tinha sido 18 de janeiro, quando ocorreram 17 crimes violentos letais.

Cronologia do motim de policiais militares no Ceará
A violência, no entanto, continuou no Ceará. Na madrugada desta sexta-feira, foram registrados pelo menos mais dois assassinatos. No Bairro Vicente Pinzón, em Fortaleza, um adolescente de 16 anos foi surpreendido por cerca de sete homens que estavam a bordo de várias motocicletas e foi morto a tiros. No Bairro José Walter, um tiroteio em uma praça deixou uma pessoa morta e outra ferida.

Na noite de quinta-feira, após reunião entre representantes dos policiais e comissão de senadores, os policiais militares que participam do movimento decidiram recusar proposta do governo para chegar a um acordo do fim da paralisação. “Mas nós vamos continuar aqui (no quartel) com a decisão da maioria da categoria e nós só estamos aqui para obedecer o que a maioria decidiu", disse o ex-deputado Cabo Sabino, um dos representantes do movimento.

Já nesta sexta-feira, um grupo de homens encapuzados fechou a unidade que abriga a base da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e do Batalhão de Ronda e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) em Sobral. Segundo o coronel Colares, comandante do 3º Batalhão de Policiamento de Sobral, os homens secaram os pneus de carros e motos da polícia que estavam na unidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad