Gerente da filial de loja magazine Luiza de Barreiras é sequestrada - MACAUBENSE LIFE

Agora

Post Top Ad

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Gerente da filial de loja magazine Luiza de Barreiras é sequestrada

A gerente da Loja Magazine Luiza S/A, filial Barreiras (BA), localizada na Avenida Clériston Andrade, Centro, foi sequestrada na noite de terça-feira (16), ao chegar em sua residência, no Centro, nas imediações do estádio Geraldão, por três homens armados à bordo de um veículo Ford/Fiesta, cor vermelha, placa não identificada.


Segundo relato policial, a vítima foi forçada a entrar no automóvel, em seguida foi levada para local ignorado, onde mais ou menos cinco bandidos a mantiveram em cativeiro, em uma casa abandonada dentro de um matagal, até ao fim da madrugada, usando uma máscara dada por eles e com os olhos vendados com fita crepe.

Na madrugada de hoje, por volta das 05h 40, a mulher sequestrada foi levada para a loja em companhia de três membros da quadrilha, onde um deles ficou à porta, outro permaneceu dentro do veículo, enquanto o terceiro a conduziu para dentro do recinto comercial, onde recolheu seu aparelho celular e grande quantidade celulares que pertencem à loja. Segundo fonte, que prefere não se identificar, o criminoso levou mais de duzentos aparelhos. Também afirma que, o momento mais dramático foi quando obrigaram a gerente entrar numa sala onde fica o cofre de moedas, onde executou uma sequência de tortura psicológica com intenção de forçá-la a abri-lo, proferindo diversas ameaças de morte.

Ainda segundo fonte, a gerente foi liberada pelos sequestradores logo após o roubo na loja. Devido o abalo psicológico, a mesma foi levada para atendimento em uma unidade de saúde local, depois conduzida ao complexo policial de Barreiras para denunciar o crime, mas já se encontra em sua residência e passa bem.

Informações dão conta que, o cofre não foi aberto, porque possui programação definida por sistema eletrônico. O caso está sendo investigado por agentes integrantes da 11ª Coordenadoria de Polícia do Interior (COORPIN/Barreiras), porém a Polícia Civil ainda não se pronunciou sobre o andamento das inquirições. // Alô Alô Salomão


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad