Chuva provoca alagamentos e famílias são desalojadas no recôncavo baiano - MACAUBENSE LIFE

Agora

Post Top Ad

domingo, 7 de novembro de 2021

Chuva provoca alagamentos e famílias são desalojadas no recôncavo baiano


A forte chuva que atinge a cidade de Maragogipe, no recôncavo baiano, provocou alagamento em vários pontos do município e invadiu casas de moradores na noite de sábado (6). A prefeitura decretou situação de emergência e anunciou a suspensão nas aulas presenciais nas escolas do Município até a próxima quarta-feira (10).

De acordo com o prefeito Valcínio Armede, pelo menos 28 famílias estão desalojadas somente na área urbana. Não há registro de pessoas mortas nem feridas, e ainda não foram contabilizados os danos causados pela chuva nos distritos da cidade.

Residências ficaram sem energia elétrica e internet durante a manhã deste domingo (7) e técnicos trabalham para normalizar o serviço. Segundo Valcínio, prefeituras de cidades vizinhas enviaram pessoas para auxiliar os trabalhos no município e há previsão de mais chuva durante a tarde.

Por causa das fortes precipitações, tubulações foram danificadas e a previsão é que a situação seja normalizada em pelo menos cinco dias. A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informou que o abastecimento está interrompido em Maragogipe e nas localidades de Nagé e Coqueiros.

Segundo a empresa, o reparo seria concluído na tarde deste domingo e o fornecimento de água retomado de forma gradativa em até 48 horas. No entanto, os técnicos encontraram uma linha de distribuição que foi danificada com a chuva e ainda não há previsão para o reparo completo.

Imagens feitas por moradores mostram agentes da prefeitura e pessoas da cidade quebrando parte da porta de imóveis para dar vazão à água no interior das casas. Outras, mostram pessoas caminhando em meio ao alagamento, com volume de água na na altura da coxa.

"A rua completamente alagada. Chuva que a gente nunca viu na nossa vida. Esse é o momento de estar unido, é uma situação difícil. Pode perder móveis, o que for, mas não perde a vida. Estamos firmes", diz um dos homens.

A prefeitura informou que disponibilizou uma pensão no bairro Enseada para abrigar as famílias que tiveram as casas inundadas. Segundo o órgão, equipes da Defesa Civil e Assistência Social realizam triagem nas residências para apurar os danos causados pela chuva. //G1



Nenhum comentário:

Postar um comentário