Exame de DNA aponta assassino da garota Nayra Gatti em Caraíva - MACAUBENSE LIFE

Agora

Post Top Ad

terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Exame de DNA aponta assassino da garota Nayra Gatti em Caraíva


Com base em provas técnicas e uma extensa investigação, a 23ª Coorpin/Eunápolis confirmou que Renan de Almeida Oliveira, de 50 anos, estuprou e matou a adolescente Nayra Gatti, de 14 anos, no distrito de Caraíva, litoral sul de Porto Seguro. O corpo da garota foi encontrado no dia 10 de dezembro passado, com marcas de estrangulamento e violência sexual, próximo à praça da igreja do distrito. O acusado morava em Itabela e trabalhava na construção civil em Caraíva.

Segundo os delegados Moisés Damasceno e Euler Gonçalves, as investigações policiais foram encerradas após o laudo pericial comprovar que o material colhido no corpo da jovem é compatível com o DNA de Renan. Ele se suicidou após ter sido ouvido pela polícia e ter fornecido material genético para análise, no dia 4 de janeiro.

Renan foi encontrado, na manhã seguinte ao depoimento, enforcado em uma árvore no quintal de sua casa, no município de Itabela. Na ocasião, ele deixou três áudios, enviados para três diferentes pessoas, apontando outro morador de Caraíva como autor do crime. Esse suspeito, de 51 anos, chegou a ser preso temporariamente, mas foi liberado depois que os exames comprovaram que o material genético encontrado na vítima era de Renan.

COMPORTAMENTO LEVANTOU SUSPEITA – Renan passou a ser investigado por adotar um comportamento suspeito após a localização do corpo. Ele saiu às pressas de Caraíva e, alguns dias depois do crime, retornou ao distrito e passou a se desfazer de seus pertences, demonstrando que pretendia ir embora definitivamente do local.

Em depoimento à polícia, Renan inicialmente negou que estivesse em Caraíva no dia em que Nayra foi assassinada. No entanto, mudou a versão após ser confrontado com provas técnicas, obtidas a partir de seu aparelho celular, que comprovaram sua presença no local.

O CRIME – De nacionalidade espanhola, Nayra Gatti, de 14 anos, desapareceu no final da tarde do dia 09 de dezembro, quando todo o distrito de Caraíva estava sem energia elétrica devido às chuvas. O corpo foi encontrado caído em uma área de mangue a cerca de 150 metros da praça da igreja de Caraíva. O cadáver foi avistado por volta das 16h por um morador que passava pelo local.

Nayra morava com o pai, que é argentino, e com uma irmã menor na Aldeia Xandó. //Via Radar64

Nenhum comentário:

Postar um comentário