Vigilante atira na ex e mata mãe e sobrinho dela após fim de relacionamento - MACAUBENSE LIFE

Agora

Post Top Ad

segunda-feira, 18 de julho de 2022

Vigilante atira na ex e mata mãe e sobrinho dela após fim de relacionamento


Um vigilante, identificado como Jardel Rodrigues Matias, 36 anos, atirou contra a ex-esposa um mês depois da separação. O homem também atirou e matou a mãe e um sobrinho dela. Os homicídios, que aconteceram na frente da filha de oito anos da ex-mulher, foram na noite da quinta-feira (14), na cidade de Livramento, no interior da Paraíba.

De acordo com a Polícia Civil, Jardel foi até à casa da ex-sogra, onde sua ex-mulher estava morando desde a separação. Lá, ao tentar matar a vítima, a mãe se jogou na frente da filha para defendê-la. Ela morreu na hora. O sobrinho da ex-companheira, de 16 anos, também foi atingido na femoral e não resistiu ao ferimento.

A garota de oito anos, fruto de outro relacionamento da ex do vigilante, foi a responsável por descrever a polícia como aconteceram os crimes e indicar onde estava a arma, uma vez que Jardel tirou a própria vida após o duplo homicídio. Ele não aceitava o fim do relacionamento.

A ex-mulher recebeu um tiro no tórax, foi socorrida e encaminhada para uma unidade de saúde. Até a sexta (15), o estado de saúde dela era considerável estável e médicos esperavam o resultado de uma tomografia para avaliar a necessidade de uma cirurgia.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o homem atirou primeiro na ex-sogra, que estava na porta da residência, e, em seguida, já dentro da casa, na ex. Ele saiu, mas voltou logo em seguida, momento em que encontrou o adolescente também na porta. Após atirar contra o garoto, ele foi até o banheiro e disparou contra a própria cabeça.

Também na quinta, um policial militar matou seis familiares. Entre as vítimas estão a sua esposa, de 28 anos; os três filhos, de 4, 9 e 12; a mãe, de 78; e o irmão, de 50. Além dos parentes, ele atirou e matou outras duas pessoas desconhecidas. Os crimes aconteceram nas cidades de Céu Azul e Toledo, ambas no interior do Paraná. Após a chacina, o homem tirou a própria vida, mas antes deixou um aúdio explicando os motivos dos homicídios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário