Homem é preso suspeito de jogar fogo de artifício em PM durante 'guerra de espadas' em Senhor do Bonfim-BA - MACAUBENSE LIFE

Agora

Post Top Ad

sexta-feira, 25 de junho de 2021

Homem é preso suspeito de jogar fogo de artifício em PM durante 'guerra de espadas' em Senhor do Bonfim-BA


Um homem foi preso suspeito de lançar um fogo de artifício em um capitão da Polícia Militar durante uma abordagem para encerrar uma "guerra de espadas" na cidade de Senhor do Bonfim, na região norte da Bahia. O caso foi registrado na noite de terça-feira (23), véspera de São João.

Segundo informações da PM, uma equipe chegou para conter o grupo e o oficial foi atingido na perna pelo artefato. Não há informações sobre o quadro de saúde do policial. O homem foi identificado e levado à delegacia da cidade e irá responder por porte ilegal de arma de fogo do tipo artefato explosivo.

A guerra de espadas está proibida desde 2017 em Senhor do Bonfim e é considerada ilegal pelo estatuto do desamamento. Fabricar, possuir ou soltar espadas é crime, com pena que pode chegar a seis anos de prisão.

Flagrantes de 'guerra de espada'
Imagens feitas pro moradores de Senhor do Bonfim mostram pessoas aglomeradas acompanhando a "guerra de espada", e em um dos casos é possível ver que um homem solta uma espada, que cai em cima do telhado de uma casa, próximo à uma fiação de energia elétrica.

Em Cruz das Almas, no recôncavo baiano, batalhas também foram registradas na noite de quarta-feira (23), véspera de São João, mesmo com as restrições impostas por causa da pandemia, com proibição da prática desde 2011 e equipes da polícia fazendo rondas na cidade.

Um dos vídeos feitos por moradores mostra um espadeiro jogando o artifício no chão (o que faz o material se deslocar sem direção), podendo causar ferimento a outras pessoas. Outros, atiram o material para o alto, para que ele também gire desordenadamente.

No sábado e domingo, outros pontos onde havia guerra de espada foram registrados por moradores. Da mesma forma ocorreu na noite de terça feira (22), na Rua Alberto Passos, onde a polícia dispersou um grupo.

Equipes da Polícia Militar realizaram rondas nos bairros da cidade para impedir a guerra de espadas, e algumas pessoas foram flagradas fugindo da fiscalização. Uma pessoa chegou a ser presa na terça-feira (22).

Apelo das autoridades
A superintendente de Saúde de Cruz das Almas, Caliane Ferreira, informou que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) local não tem capacidade para atender pacientes com ferimentos graves e não dispõe de serviço de cirurgia de urgência e emergência.

Segundo ela, a saúde do Município não suporta pacientes com alguns tipos de ferimento, e casos graves precisariam aguardar regulação para uma unidade especializada.

“A espada, além da queimadura, ela pode causar um trauma no paciente. E não só existir a queimadura, mas também uma fratura ou algo mais grave. Essa também é nossa preocupação, porque o Município não dispõe de serviço de cirurgia de urgência e emergência. Esses pacientes serão submetidos à regulação para as unidades de referência”, comentou. //G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad